quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Enquetes nas redes sociais são alvos de novos processos

Compartilhar
Foram protocolados, ontem à tarde, no TRE de Mossoró, mais cinco ações cautelares contra enquetes publicadas nas redes sociais. As enquetes circularam pelo Facebook e WhatsApp com muitas visualizações e participações dos usuários.

Desta vez, quem acionou a Justiça Eleitoral foi a Coligação Liderados Pelo Povo, contra enquetes publicadas nas páginas Uuh Pizzaria, Jerry Espírito Santo, Glécio Lins, Leila Lima e Márcio Greick.

O Facebook ainda será notificado, assim como os usuários das páginas que teriam publicado as enquetes e deverão apresentar suas defesas para então serem sentenciadas pelo titular da 34ª Zona Eleitoral, Cláudio Mendes Júnior.

Até semana passada, já haviam ações contra o vazamento de uma pesquisa não registrada (Coligação Força do Povo x Instituto Agorasei), contra a divulgação cifrada de outras pesquisas (Ministério Público x Carlos Skarlack e Givanildo Silva) e contra uma enquete na página Mossoró/RN do Facebook (Coligação Liderados Pelo Povo x Facebook e página Ícaro Christian).