quinta-feira, 22 de dezembro de 2016

Rosalbismo conversa com vereadores da oposição para viabilizar nome à presidência da Câmara

Compartilhar
Sandra e Izabel, ao lado de Larissa e Alex Moacir
Se por um lado existe o movimento do grupo dos 12 vereadores oposicionistas para eleger Alex do Frango (PMB) presidente da Câmara Municipal de Mossoró (CMM) na próxima legislatura (veja aqui), o lado governista também vem articulando para viabilizar seu nome para o comando da casa.

Internamente, o grupo promete que a disputa deve ser acirrada, e que, em dez dias que ainda faltam para a eleição, a certeza dos 12 como oposicionistas pode não estar tão certa assim.

A bancada rosalbista que deve assumir a CMM em 2017 tem dois nomes se articulando junto aos colegas: as experientes Izabel Montenegro (PMDB) e Sandra Rosado (PSB).

Os próprios 12 vereadores da oposição afirmaram que já foram procurados pelas duas.

As candidatas, no entanto, dependem da articulação de Rosalba Ciarlini (PP) e do marido Carlos Augusto para viabilizar um dos nomes nessa disputa.

O rosalbismo, conforme anunciado, começou a se manifestar internamente logo depois da diplomação da prefeita eleita. 

As notícias de bastidores contam que o ex-deputado Carlos Augusto já começou a conversar com os parlamentares municipais, inclusive com os que compõem o "Grupo dos 12".

Nessas conversas, três nomes já estariam em cima do muro para mudar de lado. Assim, Rosalba Ciarlini não começa a gestão com minoria no parlamento municipal.