sexta-feira, 5 de maio de 2017

Servidores chamam a atenção da população com estratégia política

Compartilhar
A queda de braço entre Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISERPUM) e Prefeitura chamou a atenção não só da categoria, mas da população em geral nesta quinta-feira (04).

Os servidores decidiram não somente pela greve, mas questionar na Justiça o Mossoró Cidade Junina (veja aqui).

Marleide Cunha, presidente do Sindicato, sabe que a fonte de onde sai os recursos para a festa e para o pagamento dos servidores não é a mesma, mas defende a luta pelo cancelamento do evento.

O argumento é: "se não tem condições de pagar os servidores, não tem condição de realizar festa".

A causa é apoiada por muitos e todos os anos parte da população faz o mesmo questionamento sobre a destinação dos recursos municipais.    

Mais que isso, o sindicato sabia que tocaria numa ferida da sociedade e da Prefeitura e, assim, chamaria toda a população para a causa dos servidores contra o Executivo Municipal. Justo.

O jogo é político. Ponto para os servidores.

A Prefeitura

Enquanto isso, a Prefeitura de Mossoró continua defendendo que os salários estão em dia, e que "apenas um terço dos servidores não recebeu dezembro".

A secretaria de Administração relata as dificuldades que o município vem passando e que projeções de recursos vão ser acompanhadas para que uma nova reunião seja agendada "o mais breve possível para apresentação de proposta".