terça-feira, 21 de novembro de 2017

Câmara destrava pauta, mas oposição vai judicializar LOA

Compartilhar

Após duas semanas de obstrução, a Câmara Municipal de Mossoró destravou nesta terça-feira (21) a pauta de votação, com sequência da leitura das emendas da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018.

A maioria confortável que o governo tem na Casa garantiu que a LOA seguisse para trâmite nas comissões. A oposição, com apenas sete parlamentares, abandonou o plenário para protestar contra o projeto enviado pela Prefeitura. A Lei Orçamentária excluía mais de 20 emendas parlamentares, principal motivo de obstrução.

Antes, as bancadas já desenhavam o cenário de desentrave. A obstrução da pauta não interessava mais à oposição, muito menos ao governo. Os governistas queriam seguir com a LOA enviada pela Prefeitura. Combinou com a oposição de levar a leitura das emendas à votação no plenário. A oposição, sabedora de sua derrota, consentiu.

Em troca, a minoria teria visibilidade ao abandonar o plenário e já avisara que judicializaria a LOA. Vai muito além: oposicionistas também almejavam ver a pauta destravada, para que projetos de seu interesse não deixassem de ser votados este ano.

Oposição judicializa LOA

Após a sessão, vereadores da bancada de oposição se reuniram e definiram que vão judicializar a Lei Orçamentária Anual 2018, para que seja garantida a inclusão das emendas parlamentares no documento.