Banner CMM

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Sindicato manifesta repúdio à contratação temporária de professores em Mossoró

Compartilhar
O prazo da seleção é de um ano (Foto: Divulgação)
A prefeitura de Mossoró publicou, no Jornal Oficial 439, de 22 de dezembro (veja página 07), edital para processo simplificado de seleção para contratação temporária de professores da educação infantil ao 5º ano da rede municipal de ensino. 

São dez as vagas a serem preenchidas através do processo, mas o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISERPUM) se manifestou contrário ao processo.

Pelas redes sociais, a entidade publicou uma nota de repúdio, em que defende a realização de concurso público para a contratação efetiva de professores. Veja a nota na íntegra:

Nota de repúdio à Prefeitura Municipal de Mossoró e em defesa dos concursos públicos

Não demorou muito e os efeitos das retiradas de direitos por parte do Governo Federal, principalmente dos servidores públicos já começam a bater à nossa porta. Oportunista, a Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) não perdeu tempo e o bonde da maldade agora é uma realidade local.

Foi publicado no Jornal Oficial de Mossoró (JOM) nº 439, o edital que autoriza a abertura de um Processo Seletivo Simplificado para “contratação temporária e por prazo determinado e cadastro de reserva” para professores que deverão assumir escolas da rede municipal de ensino.

O *Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum)* vem se posicionando ao longo do ano contra medidas desta natureza e cobra a realização de concurso público por parte do Executivo local ao invés da utilização de expedientes que tendem a favorecer a precarização do ensino público e mesmo dos profissionais da Educação.

Excludente, o edital também retira do processo parte dos profissionais que pertencem ao quadro efetivo do município, vetando que professores de 40 horas possam pleitear qualquer uma das dez vagas oferecidas. A ação é um reflexo da chamada Lei da Terceirização aprovada este ano (Projeto de Lei 4302), e mostra o alinhamento da gestão atual com os desmandos que vem ocorrendo em nível nacional onde os concursos públicos serão substituídos pelo nepotismo, pelo apadrinhamento político, e pela corrupção por meio de contratos terceirizados.

O Sindiserpum vem assim, repudiar a realização deste desfavor que a Prefeitura Municipal de Mossoró está fazendo aos profissionais da educação, ao serviço e ao ensino público. Vem ainda reafirmar o seu constante posicionamento em defesa da realização de concursos públicos como um instrumento de valorização do servidor e de um serviço de qualidade para a população.