quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Em Mossoró, Robinson Faria cita "palanque da maldade" contra o Rio Grande do Norte

Compartilhar
Na sua passagem vapt-vupt, surpresa, sem anúncio oficial, utilizando um avião particular sobre o qual não se sabe a origem, por Mossoró, o governador Robinson Faria conversou com a TV Cabo Mossoró - TCM - e Blog Carol Ribeiro sobre o ajuste fiscal em votação na Assembleia Legislativa.

Governador cumpriu agenda surpresa na comunidade Juremal, em Baraúna
 (Foto: Carol Ribeiro)
Robinson, mais uma vez, justificou que o ajuste é necessário para obter o empréstimo federal e equilibrar as contas do Estado. E enfatizou a existência de pessoas que atrapalham suas movimentações com o objetivo em Brasília.

"Nós não queremos o quanto pior melhor. Quem quer são aqueles que já estão no palanque eleitoral antes do tempo. Esse palanque deles não é do Rio Grande do Norte, é o palanque da maldade. Esse pessoal não quer bem ao povo do Rio Grande do Norte. Quando o governador vai à Brasilia pleitear operações de crédito para ajudar o servidor e eles vão atrapalhar, é porque não querem bem ao RN", disse Robinson.

Depois de afirmar que iria "mostrar quem atrapalhou", desconversou: "Quem atrapalhou são aqueles não colaboraram e não vestiram a camisa do estado".

Reeleição, uma missão impossível

Mantendo o estilo Robinson Faria de falar com a imprensa, ele sustentou que não está preocupado com reeleição, mas sugeriu que sua última disputa, ao governo, foi uma missão impossível e ele ganhou.

"A minha eleição foi uma missão impossível e eu ganhei. Governar tá sendo impossível, mas a minha preocupação hoje é, dentro do impossível, cumprir a minha missão de devolver ao estado a governabilidade, salvar o meu estado da crise".  

O governador passou por Mossoró para cumprir agenda em Baraúna. Visitou obras de uma adutora que vai abastecer comunidades do município, anunciou ordem de serviço para a estrada do Melão e inaugurou o abatedouro público na cidade.

Assista à entrevista na íntegra:

Entrevista exibida no Cenário Político,
da TV Cabo Mossoró (TCM) em 30/01/2018

*Com informações do Blog Carlos Santos, Saulo Vale e Blog Carol Ribeiro