sexta-feira, 2 de fevereiro de 2018

Sarney Filho promete novamente edição de decreto para valorização do sal potiguar

Compartilhar
Classe produtiva do sal potiguar com o Ministro
do Meio Ambiente (Foto: cedida)
A classe produtiva de Mossoró espera ainda para fevereiro a edição do Decreto presidencial reconhecendo a Indústria Salineira Norte-riograndense como de utilidade pública e de interesse social.

Foi o que se conversou com o Ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, durante evento realizado na cidade de Trizidela do Vale, no Maranhão.

Durante a reunião com empresários mossoroenses, Sarney Filho comentou a possibilidade que o Decreto seja editado na semana após o carnaval.

Após o encontro, ficou acertado a entrega de documentos a respeito do assunto para ampliar as informações a respeito da indústria salineira.

Participaram da reunião o presidente do Sindicato da Indústria de Moagem e Refino de Sal do RN (SIMORSAL), Renato Fernandes, o vice-presidente do Sindicato da Indústria de Sal (SIESAL), Airton Torres e o diretor da CIMSAL, José Ney. A conversa também teve a participação do prefeito de Trizidela do Vale, Charles Frederick Maia Fernandes, que é potiguar.