quinta-feira, 10 de maio de 2018

Lei de Diretrizes Orçamentárias de Mossoró para 2019 é debatida em audiência pública

Compartilhar
Audiência teve pouca ou nenhuma participação popular
(Foto: divulgação/CMM)
A Câmara Municipal de Mossoró avançou na análise do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2019, em audiência pública, hoje (10), no plenário da Casa, na qual vereadores reforçaram ao Poder Executivo sugestões de prioridades para a administração pública municipal no próximo ano.

Isso porque “a LDO orienta elaboração do orçamento da Prefeitura para o ano seguinte e a destinação de recursos públicos, fixando metas fiscais da gestão e orientando a execução do próprio orçamento anual”, conforme explicou, na audiência pública, o consultor geral do Município, Anselmo Carvalho.

E, diante da dificuldade de novos investimentos pelo Município, vereadores defenderam atenção às necessidades mais urgentes, como saúde, educação e outras áreas fundamentais. 

O vereador Raério Araújo (PRB) propôs mais atenção ao esporte, já que ações de apoio ao desporto profissional e amador, como o Projeto Craque do Futuro, que beneficiava 600 crianças, estão paralisadas.

Planejamento

Em contraponto, o vereador Alex Moacir (MDB) reconheceu dificuldades, provocadas, segundo ele, por queda de receitas, mas que o município está se organizando para avançar, enquanto o vereador João Gentil (sem partido) propôs que, além do básico, o debate sobre a LDO contemple uma visão futurista sobre Mossoró.

Nota do Blog - De acordo com projeto orçamentário enviado no mês de abril, o valor estimado é de R$ 536.378.363, número menor que o de 2018, que era de R$ 559.937.786. Já a receita previdenciária é de 109 milhões.

*Com informações da Assessoria de Imprensa/CMM e Blog Saulo Vale