Servidores discutirão indicativo de greve em Mossoró

quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

No começo do ano letivo, o sindicato fez manifestação
(Foto: Sindiserpum)
Na próxima quarta-feira (04) o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (Sindiserpum) vai discutir com os servidores da educação o indicativo de greve.

A assembleia vai acontecer na Estação das Artes, às 15h.

Além da cobrança por diálogo com a Prefeitura, os servidores criticam a defasagem real do piso dos professores em Mossoró, que é de 14,16%, já que no ano passado a prefeita Rosalba Ciarlini não seguiu o índice de reajuste nacional e não aplicou 0,42% de diferença do Piso Nacional.

Hora-relógio

Em assembleia realizada no começo de fevereiro, a presidente do Sindiserpum, Marleide Cunha, também abordou sobre audiência realizada na 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Mossoró no último dia 30 de janeiro, sobre a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público afim de obrigar o município de Mossoró a implantar, “imediatamente”, a hora-relógio no ensino público municipal.

Segundo Marleide, a juíza Kátia Cristina Guedes Dias derrubou a Tutela de Urgência na aplicação da hora-relógio, acatando as alegações do sindicato de que não há prejuízos ao calendário letivo do município, dentre outras justificativas que, na verdade, caberia ao Executivo fazer a defesa, sendo que figura como réu no processo, porém, não o fez. 

Petroleiros protestam em Mossoró contra demissões e venda de ativos

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2020

Petroleiros do Rio Grande do Norte protestam nesta quarta-feira (12), na BR-110, que liga Mossoró a Areia Branca. A paralisação começou às 5h e faz parte do calendário da greve nacional dos petroleiros que teve início em 01/02.

Petroleiros querem chamar atenção da sociedade para as denúncias (Foto: Deivson Mendes)

A manifestação foi encerrada às 8h30 e foi acompanhada pela Polícia Rodoviária Federal, que não declarou abusos na iniciativa.

O protesto teve como objetivo conscientizar a sociedade sobre o descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho pela Companhia, denunciar a demissão e transferência de trabalhadores, próprios e contratados, além de impedir o desmonte e venda de ativos em todo o Sistema Petrobrás.

Previdência: veja como estão discussões entre sindicatos e Governo

terça-feira, 11 de fevereiro de 2020

Parte dos sindicatos e governo se reuniram na última quinta-feira (6)
(Foto: assessoria de imprensa)
Depois de se recusarem a participar de reuniões com equipe técnica do Governo do RN, 12 sindicatos que compõem o Fórum de Servidores do RN reuniram-se entre si para discutir próximos passos do movimento de protesto contra a Reforma da Previdência Estadual.

Os pontos definidos foram:

- Participar da audiência pública, proposta pelo deputado estadual Sandro Pimentel(PSOL), quinta-feira (13), as 14h, na Assembléia Legislativa

- Reafirmação de que o Fórum Estadual dos Servidores só senta com a presença da governadora para discutir sobre a reforma da previdência;

- Após o envio da PEC da reforma da previdência para a Assembleia Legislativa,  o Fórum Estadual dos Servidores irá dialogar com os 24 deputados e deputadas;

Estavam presentes as seguintes entidades: SINSP, SINDSAÚDE, SINAI, SINTERN, SINDERN, ADUERN, SOERN, SINDECON, SINTE, SINDSEMP, SINDJUSTIÇA, SINPOL.

Os sindicatos têm exigido a presença da governadora Fátima Bezerra nas reuniões técnicas. Com a ausência da gestora, eles se recusaram a participar das discussões para discutir o projeto, que só teve presenças dos sindicatos representativos de categorias que vêm sendo chamadas de "classe A": auditores fiscais, promotores do Ministério Público, juízes, servidores e conselheiros do TCE, defensores públicos, delegados de polícia, procuradores de Justiça.

A principal contraproposta dos auditores se refere à faixa salarial que será isenta de contribuição, no caso dos inativos. O governo propõe que quem ganha acima de R$ 2.500 voltará a ser taxado pela previdência, mas o sindicato propõe que o governo deverá isentar quem ganha equivalente a seis salários mínimos, seguindo a lógica da reforma em nível nacional.

Já o chamado “bloco da segurança”, composto por diversas entidades que representam os agentes da segurança do estado, discorda da equiparação proposta pelo governo quanto ao tempo de contribuição e tempo de exercício efetivo para homens e mulheres. A contraproposta dada ao governo é que para as mulheres seja mantido o tempo de 25 anos de contribuição e 15 de exercício (o governo está propondo 25 anos para as duas situações, aumentando 10 anos o tempo de exercício).

Os sindicatos que não integraram o grupo não divulgaram contrapropostas.

O projeto deve seguir nesta quarta-feira (12) para a Assembleia Legislativa (ALRN).

Prefeitura sugere que pacientes busquem a II Ursap para buscar insulinas

PMM não tem conseguido suprir demanda de paciente
(Foto: assessoria)
Do Diário Político

Depois de outra falta de insulinas na farmácia municipal a Prefeitura de Mossoró enviou uma “nota de esclarecimento”.

O texto diz que “a Secretaria de Saúde detectou que houve um aumento da prescrição das doses dos usuários que utilizam esse medicamento”.

As insulinas Tresiba e Novorapid chegaram na sexta-feira passada, dia 7 de fevereiro e já ontem, segunda-feira dia 11 a Novorapid zerou no estoque. A Prefeitura orientou os pacientes para procurarem a II Ursap – regional de Saúde do Governo do Estado.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Prefeitura de Mossoró informa que recebeu na última sexta-feira (07) e está distribuindo o primeiro lote deste ano de insulinas tresiba e novorapid aos diabéticos cadastrados na Secretária de Saúde.

O Município abriu excepcionalmente no sábado (08) para agilizar a entrega dos medicamentos, que ocorreu com normalidade. Nesta segunda-feira (10), o estoque da insulina novorapid foi distribuído aos diabéticos cadastrados. A Secretaria de Saúde detectou que houve um aumento da prescrição das doses dos usuários que utilizam esse medicamento, mas que a maior demanda dos diabéticos é pela insulina tresiba, que tem em estoque e está sendo entregue.

A Secretaria de Saúde está providenciando um novo lote e orientando àqueles que ainda não receberam a novorapid que procurem a II Unidade Regional de Saúde Pública (URSAP), que também faz a entrega do medicamento.
Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
CAROL RIBEIRO RECOMENDA