Banner CMM

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Rapidas

Compartilhar
(Foto: Agência Câmara)
Istoé x Henrique Alves 

Fim de semana marcado pela denúncia da revista Istoé contra o ex-presidente da Câmara e ex-ministro Henrique Alves. A publicação afirma que no ano passado o pmdbista esvaziou sua conta na Suiça e transferiu cerca de R$ 2 milhões de reais a bancos nos Emirados Árabes e no Uruguai. O dinheiro Weseria proveniente de propina paga pela empresa Carioca Engenharia em troca de recursos da Caixa Econômica Federal nas obras do Porto Maravilha. Veja reportagem completa aqui.

Defesa de Henrique

A reportagem da revista foi repudiada, através de nota enviada à imprensa, pela defesa de Henrique Eduardo Alves. De acordo com a explicação, a "citada conta bancária jamais foi por ele movimentada e os depósitos e transferências nela realizados nunca foram de seu conhecimento". A defesa completa que a matéria "não se sustenta" e que Henrique será inocentado.

Wellington Barreto

O presidente da Academia de Ciências Jurídicas e Sociais de Mossoró (ACJUS), ex-vereador e advogado Wellington Barreto, prestigiou Mossoró com o lançamento de mais uma obra. Seu 12º livro, "Teses catadas no Tribunal do Juri", foi lançado na última sexta-feira (04).

Novo hospital

Mossoró agora tem um novo hospital. De iniciativa privada, o Hospital São Luiz tem 94 leitos e 20 UTIs adulto e deve oferecer atendimento de média e alta complexidade. A unidade pertence a grupo familiar que também possui Hospital no município de Russas, no Ceará. O comando é do médico Antonio Rodrigues de Souza. A unidade fica no bairro Aeroporto.

Segurança blindada

Com o valor de R$ 67 mil, inexigibilidade de licitação publicada no Diário Oficial do Estado divulga o serviço de blindagem do veículo oficial do governador Robinson Faria. Falta agora cuidar da segurança do restante da população.

Estado x UERN

A UERN continua sendo tema principal de polêmica no Estado. Estudantes, servidores e população mossoroense manifesta sua indignação com a defesa da privatização da universidade, explicitada pelo desembargador Claudio Santos, presidente do TJRN. A comunidade universitária diz que a afirmação não configura somente uma ideia, e sim um planejamento do governador Robinson Faria, para se desfazer da instituição (veja mais aqui, aqui e aqui).   

Direitos fundamentais

O Grupo de Estudos em Direito Crítico, Marxismo e América Latina (GEDIC), da UFERSA, realiza, de amanhã (08) a quinta-feira (11), o seminário Direitos Fundamentais, Violências e Riscos à Ordem Democrática. Além do tema principal, a violência à mulher também terá programação no evento. Mais informações e inscrições estão na página do grupo no Facebook