segunda-feira, 22 de julho de 2019

Governo anuncia novo bloqueio de 1,4 bilhão no Orçamento

Compartilhar
(Foto: EBC)
Do Diário Político

O ministério da Economia divulgou, nesta segunda-feira (22), que contingenciou mais 1,44 bilhão de reais do orçamento deste ano.

Esta é a segunda vez que o governo federal bloqueia recursos em 2019. A equipe do presidente Jair Bolsonaro (PSL) contingenciou 29,79 bilhões de reais em março, sobretudo do Ministério da Educação. Até o momento, segundo informou o secretário especial da Fazenda, Waldery Rodrigues, não foram definidas as pastas que mais vão ser atingidas pelo bloqueio.

Rodrigues, destacou que o esforço fiscal é “pequeno”, se comparado ao anterior, mas necessário. “Teremos um contingenciamento pequeno, mas teremos que fazer”, destacou.

Waldery considera o novo corte menos penoso que o anterior. “É um valor muito abaixo do que ocorreu anteriormente. Mais de 90% desse valor está associado ao governo federal”, ressaltou.

No sábado passado, o presidente Bolsonaro revelou que faria um corte de ao menos R$ 2,5 bilhões nos gastos do governo federal. Ainda segundo o chefe do Palácio do Planalto, provavelmente algum ministério será extinto para que o governo consiga chegar a esse valor.

Câmara de Mossoró está em primeiro recesso reduzido

Compartilhar
Última sessão ordinária do semestre aconteceu na semana passada
(Foto: Edilberto Barros)
Na última quarta-feira (17), o plenário da Câmara Municipal de Mossoró entrou em recesso, de forma diferente dos anos anteriores: o período sem reuniões plenárias no meio do ano caiu pela metade, reduzido de trinta para 15 dias.

O novo prazo cumpre recentes alterações na Lei Orgânica do Município e no Regimento Interno da Câmara, que encurtaram o recesso parlamentar. As mudanças também reduziram o recesso de final/começo de ano em 38 dias. Assim, a redução total do recesso foi de 58 dias.

Até o começo deste ano, o recesso no plenário da Câmara compreendia todo o mês de julho (30 dias) e de 15 de dezembro a 15 de fevereiro (60 dias). Hoje, regimentalmente, é de 19 de julho a 2 de agosto (14 dias) e de 23 de dezembro a 1º de fevereiro (38 dias).

A redução do recesso decorreu de proposições dos vereadores Izabel Montenegro (MDB), presidente da Casa, e do vereador Ozaniel Mesquita (PL), e adequa pausa do plenário ao do Congresso Nacional.

*Com informações da CMM

Às vésperas de paralisação, Governo anuncia entrega de viaturas para a Polícia Civil

Compartilhar
(Foto: web/ autor não identificado)
A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED) entregará, amanhã (23), cerca de R$ 2 milhões em viaturas e equipamentos para a Polícia Civil do Estado através de convênios firmados com a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP).

Ao todo, serão 30 automóveis e nove motocicletas e outros equipamentos. De acordo com o Governo do RN, o objetivo do convênio entre Sesed e Senasp é a estruturação das delegacias responsáveis pela investigação de homicídios de Natal e Mossoró, além das distritais de Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, Macaíba e Ceará Mirim.

A entrega acontece a partir das 10h, na Sesed, localizada no Centro Administrativo.

Parada dos policiais

O anúncio feito pelo Governo acontece a dois dias de paralisação planejada pela categoria. Os policiais civis deverão parar atividades na próxima quarta-feira (24). A mobilização foi deliberada em Assembleia Geral da categoria realizada na última sexta-feira (19).

Os Policiais Civis cobram abertura de diálogo com o Governo do Estado para tratar a pauta de reivindicações, bem como os salários atrasados e as promoções que também estão em atraso.

Nota do Blog - O anúncio feito pelo Governo é insuficiente para solucionar o funcionamento da Polícia Civil no RN. Só o deficit de pessoal para o trabalho investigativo é de cerca de 70%. Os poucos policiais que operam no estado ainda têm que amargar atraso salarial e pouca estrutura nas delegacias.  







sábado, 29 de junho de 2019

Punir LGBTfobia apenas nos bolsos não é a solução para acabar com o preconceito no esporte

Compartilhar
420 cadeiras do Mineirão cobertas com as cores LGBT remetem
ao número de mortos no Brasil por homofobia em 2018
(Foto: Pedro Vilela/ Agência i7)

Em plena Copa América, uma punição inesperada para a CBF. No jogo de estreia da seleção brasileira, realizado no Morumbi, gritos de "BICHA" resultaram em R$ 57 mil a menos para a entidade.

BICHA. Aquele grito que fazem a cada tiro de meta do goleiro adversário. Uma palavra que parece ser mais ofensiva do que qualquer outro palavrão que é proferido a cada minuto em um jogo de futebol. Costume que veio de fora e foi adotado pela torcida brasileira, de todos os clubes, sem necessidade alguma.

Ora, o que vai mudar no resultado ou no desenrolar do jogo chamar um jogador de bicha? Absolutamente nada. Qual o sentido, então, desse grito uníssono? Apenas ofender. Há anos, chamar alguém de gay ou viado em meio ao mundo esportivo é uma coisa que pode mexer com o "orgulho" do adversário. Que vergonha ainda sinto desse pensamento.

O mundo esportivo é pura diversidade. Diversos em modalidades, em características de atletas, em visões de jogo, em comportamentos de torcida, até mesmo diferente em emoções. Mas a cada novo grito como este, um atleta se sente ainda mais oprimido. Se assumir dentro do esporte? NUNCA!

Vivemos, dentro do esporte, a representação de uma sociedade adoentada... Que vê o assédio como coisa comum, que diminui mulheres, negros e LGBTs em rápidas palavras, que podem parecer inofensivas e brincalhonas para uns, mas tem consequências severas. A morte por preconceito é uma delas.

Se você sair do armário em qualquer modalidade, isso pode te custar espaços de trabalho. Se você sair do armário, sua "bicha encubada", você vai perder patrocínios. Vai perder a admiração dos torcedores do seu país. Vai encarar?

É por isso que apesar de parabenizar as punições feitas em dinheiro, sei que NADA terá mais valor do que duas coisinhas: respeito e educação. De nada adianta multar clubes e entidades, sem conscientizar o torcedor de que aquela conduta não é bem vinda.

Por isso que cada atleta assumido, hoje em dia, é importante para o esporte. Da mesma maneira em que iluminar um estádio com as cores que representam a diversidade também é um recado.

O dinheiro entra e sai dos bolsos do clube. O preconceito fica anos e anos, impedindo alguém de ser feliz apenas pelo que é.

*Larissa Maciel é formada em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), é mossoroense, repórter e apresentadora da TCM Telecom e 95 FM, crescida entre fãs de esporte, jornalista por vocação e analista de esporte por amor à esta área da profissão em específico. 


Detran Mossoró informa alteração no horário de atendimento

Compartilhar
(Foto: autoria não identificada)
A unidade de atendimento do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), localizada em Mossoró, passará para novo horário de atendimento.  A partir desta segunda-feira (01), os usuários dos serviços de Registro de Veículos, Habilitação e Administrativos, deverão comparecer no horário de atendimento das 7h às 13h , de segunda à sexta-feira.  

A unidade Mossoró é localizada no Terminal Rodoviário, na Rodovia Mossoró, Nº 1020, bairro Contorno.

Para informações: 3315-5579.