Banner CMM

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Servidores de Mossoró decidem por greve e devem pedir na Justiça cancelamento do Mossoró Cidade Junina

Compartilhar
Assembleia teve a participação de dezenas de servidores
(Foto: Divulgação)
Os servidores municipais não aceitaram acordo com a Prefeitura de Mossoró e decidiram entrar em greve a partir da próxima segunda-feira (08).

Insatisfeitos pela ausência da prefeita Rosalba Ciarlini na reunião marcada há dois meses, os servidores tomaram a decisão de parar as atividades em assembleia realizada na manhã de hoje (04).

A falta de diálogo com relação aos salários atrasados de dezembro e sobre a campanha de reajuste salarial de 2017, além do não pagamento do PMAQ, são os principais fatores para a deflagração da greve.

Mossoró Cidade Junina

Os servidores municipais, através do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISERPUM), decidiram também protocolar uma representação no Ministério Público pedindo a suspensão do Mossoró Cidade Junina.

Eles alegam que o pagamento dos salários em dia deve ser prioridade para o Município.

"Se não tem condições de pagar os servidores, não tem condição de realizar o Cidade Junina", afirma Marleide Cunha, presidente do SINDISERPUM.