terça-feira, 25 de julho de 2017

Nem reforma, nem redução de cargos: estrutura da Prefeitura continua a mesma

Compartilhar
Criação da secretaria de Cultura nomeou 41 novos
cargos comissionados em Mossoró (Foto: Divulgação)
No começo da gestão, a prefeita Rosalba Ciarlini divulgou que entre as primeiras mudanças na estrutura da Prefeitura, traria a reforma administrativa.

Dizia que a forma como as secretarias foram organizadas pelo antigo gestor - que por sua vez argumentou contenção de gastos para as mudanças - dificultava a administração de áreas importantes.

Hoje, em Mossoró, o mesmo secretário que gere a segurança pública, também administra o trânsito e a mobilidade urbana. O mesmo acontece com a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo.

Até agora, nenhuma mudança. E nem se fala mais no assunto.

Pelo contrário, a prefeita Rosalba criou uma nova secretaria, a de Cultura, com a nomeação de cerca de 40 cargos comissionados.

O número de comissionados, nas demais secretarias, também continuou a crescer. Após o decreto que instituía redução de 50% dos cargos de confiança, publicado em janeiro, a prefeita editou um novo documento, posteriormente, acrescentando exceções à regra - permitindo que diretores de escola e de unidades básicas de saúde não fossem tratados como "serviços essenciais", não se enquadrando, segundo a Prefeitura, à contagem dos cargos tratada no decreto.

Mas não se fala mais no assunto.