quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Briga na Câmara Municipal prejudica oposição e favorece Prefeitura de Mossoró

Compartilhar
Alex do Frango e Raério estão de lados opostos
(Imagem: CMM)
Na luta pela verba de gabinete, 11 vereadores. Do outro lado, nove, mais a presidente Izabel Montenegro (MDB). A briga na Câmara de Mossoró - que já gerou ação judicial e troca de murros na casa legislativa - dividiu a oposição entre si, e o governismo também.

O vereador Alex do Frango (PMB) - o pivô da luta corporal com o vereador Raério Araújo (PRB), ambos da oposição - chegou a confirmar em entrevista no Meio-Dia Mossoró (95 FM TCM) que existem quatro bancadas agora: situação e oposição a Rosalba, e situação e oposição a Izabel Montenegro.

Ora, se o cenário permanecer assim, o trabalho das bancadas tende a ficar mais enfraquecido ainda.  

Uma bancada oposicionista que só tem seis vereadores precisa do mínimo de unidade para fiscalizar a administração e atuar como agentes capazes de aperfeiçoar proposições do governo. Se continuarem focando em questões pessoais, vão permanecer fazendo oposição por oposição sem alcançar a população e qualquer objetivo frente aos desmandos identificados da Prefeitura.

Quem ganha com isso? Rosalba Ciarlini. Mesmo com opiniões opostas, a bancada governista está muito mais confortável nesse contexto, já que tem o poder de aprovar o que é de interesse do Executivo. Além disso, o quiproquó em torno da verba de gabinete/Izabel Montenegro tira do foco questões importantes para a população, mas de pouco interesse do Município.