sexta-feira, 31 de maio de 2019

PM de Mossoró informa que não foi comunicada sobre ação contra supostos ataques do PCC

Compartilhar
Os comandos da Polícia Militar que atuam em Mossoró ainda não obtiveram qualquer comunicado oficial vindo do Comando Geral ou da Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (SESED) sobre a possibilidade de ataques por parte da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC). A informação foi dada pelos comandantes Major Maximiliano e Cel Humberto Pimenta, responsáveis pelos 2º e 12º Batalhões da PM, respectivamente.

A SESED emitiu uma nota cautelosa sobre a situação:

NOTA
Natal (RN), 31 de maio de 2019

Sobre o relatório divulgado pelo núcleo de inteligência da Polícia Federal alertando sobre um possível ataque por parte de organização criminosa no Rio Grande do Norte, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) esclarece que:

Está apurando as informações em conjunto com a Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), e tomará medidas para coibir possíveis ações dentro e fora dos presídios. A Sesed afirma ainda que está com os setores de inteligência trabalhando de maneira diuturna para garantir a segurança da população do Rio Grande do Norte.


Em seguida, a mesma pasta de segurança emitiu uma outra nota informando a proibição de visitas de familiares a internos por medida de segurança. Além disso, garante que não existe nenhum motim em andamento nas penitenciárias do Rio Grande do Norte.

Ameaça

A ameaça se refere a um suposto comunicado encaminhado pelo núcleo de inteligência da Polícia Federal enviado ao Governo do Estado em alerta para o risco de ataques do PCC na próxima terça-feira (04) no RN.

A ação teria apoio de membros do Comando nas cidades de Natal, Mossoró, Pau dos Ferros, Umarizal, Apodi e Macaíba. 

Veja reprodução de imagem do relatório da PF divulgada inicialmente no Blog do Negreiros: