quinta-feira, 25 de julho de 2019

MPRN recomenda que Câmara de Mossoró encerre contrato irregular com empresa de contabilidade

Compartilhar
Segundo MP, o regular é a contratação por meio de concurso
(Foto: O Mossoroense)
O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) requer que a Câmara Municipal de Mossoró rescinda imediatamente o contrato celebrado com uma empresa de contabilidade, interrompendo inclusive qualquer tipo de pagamento. A medida foi recomendada à presidenta da Casa Legislativa e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta quinta-feira (25).

Em investigações realizadas pela 11ª Promotoria de Justiça de Mossoró, pertinentes a um inquérito civil, foi constatado que a Câmara Municipal da cidade contratou a empresa para realização de serviços na Fundação Vereador Aldenor Nogueira. 

Porém, de acordo com o MP, se a Câmara precisa de contador, o procedimento regular para a contratação deve ser via concurso público, inclusive diante da existência de vaga para referido cargo, conforme determina a legislação e a Constituição Federal de 1988.  

O descumprimento ao que foi recomendado pode implicar na adoção das medidas legais necessárias a fim de assegurar a sua implementação, inclusive por meio de ajuizamento da ação civil pública de responsabilização pela prática do ato de improbidade administrativa, em face dos gestores responsáveis pelos atos supostamente ilícitos.

*Com informações da assessoria de imprensa.