terça-feira, 20 de agosto de 2019

Por que a Prefeitura não inaugura a praça Vigário Antonio Joaquim?

Compartilhar
Os tapumes continuam lá e passam a impressão de que as obras acontecem a todo vapor. Mas olhando por outro ângulo - mais precisamente de cima - o que se vê é nada. Dia após dia não se vê nenhum homem trabalhando para a recuperação da Praça Vigário Antonio Joaquim - a praça da Catedral, que teve obra lançada pela Prefeitura de Mossoró em abril de 2018. Ano eleitoral, é bom frisar.

Vista de cima, nada se vê além de deserto na praça
(Foto: Blog Carol Ribeiro)

Difícil alguém da população saber explicar quais motivos atrasam a inauguração da praça. Ninguém sabe dizer se a obra está paralisada, se já aconteceu, ou se sequer foi iniciada.

A Prefeitura sabe?

De acordo com informações da Comunicação do próprio Executivo Municipal, em abril de 2018 a restauração seria realizada pela “empresa Lima Engenharia e Construções, com área construída de cerca de 1.900 metros quadrados, orçada em R$ 95.491,66 e prazo de entrega para 120 dias” (clique aqui para ler).

Já em setembro (de 2018), após visita de Rosalba Ciarlini à obra em plena campanha eleitoral estadual, novos tapumes foram colocados, outra empresa definida e placa afixada com novo valor de R$ 425.132,44. Pela divulgação, o prazo de entrega seria março de 2019.

Nota do Blog - Não dá para entender. Mas uma coisa dá para arriscar: no próximo ano eleitoral de 2020 a Prefeitura dará um jeito de resolver o problema, retirar os tapumes e inaugurar a praça com a tradicional fotografia para a posteridade.  

*Com informações do Blog Carlos Santos e da Prefeitura de Mossoró.