Em Natal existem 35 pacientes na fila de espera

A Comissão de Enfrentamento ao Coronavírus da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte voltou a se reunir nesta segunda-feira (11), em mais um encontro por webconferência com o secretário estadual de Saúde Pública (Sesap), Cipriano Maia. 

O auxiliar da governadora Fátima Bezerra (PT) disse que o hospital de campanha ainda pode ser necessário.

Cipriano disse que a sua montagem foi inviabilizada pela não apresentação de propostas adequadas a necessidade do Estado, com a inclusão, por exemplo, de respiradores suficientes. “Mas vamos retomar essa discussão dependendo da pressão por leitos que vier a acontecer”, revelou.

Conforme o secretário, a semana se iniciou em Natal com 35 pacientes na fila de espera por um leito, sendo 8 em situação crítica – que precisam de UTIs. 

Reunião aconteceu por videoconferência (Foto: Eduardo Maia)

Leitos

Segundo Cipriano, o RN já ativou desde o início da pandemia 124 leitos para pacientes com Covid-19, espalhados nas várias regiões do Estado. Além disso, a Sesap trabalha com a expectativa de ampliar este número. Já foram anunciados mais 20 leitos em Natal e 10 em Macaíba, contratados juntos a empresa vencedora de licitação. E no Giselda Trigueiro, uma enfermaria inteira será transferida para o Hospital Onofre Lopes, permitindo que mais pacientes sejam hospitalizados na unidade.

Comércio

Ao ser questionado, Cipriano disse que nesse momento não era possível apontar uma data para reabertura do comércio no estado. “Hoje temos um cenário de leitos praticamente todos ocupados e com fila de espera. Não temos ainda queda de taxa na incidência dos casos”, completou.

Cipriano afirmou que a expectativa do Governo é que com a política de isolamento e de proteção da população, seja possível abreviar a quarentena e permitir a abertura das atividades econômicas o mais breve possível.


CAROL RIBEIRO RECOMENDA