Município não tem como sair da calamidade financeira no momento, diz Prefeito

Compartilhar

O prefeito, entretanto, garante que a calamidade financeira não limita nenhum acesso de transparência do município

Encontro com a Imprensa foi realizado nesta terça-feira (10) pelo prefeito Allyson Bezerra (SDD)
(Foto: Celio Duarte)

Depois de prestar contas de ações da gestão, o Allyson Bezerra falou à imprensa convidada para o Encontro com o Prefeito, realizado nesta terça-feira (10).

O gestor explicou que de R$ 876.999.792,97 de dívidas herdadas quando assumiu o posto, atualmente já conseguiu quitar R$ 116 milhões, entre salários, 13º e férias, Pasep, Dívidas com Correios, Cosern, forncedores e prestadores de serviços, Previ e INSS, precatórios e AFIM.

No entanto, esclareceu ao Blog que ainda não tem como retirar o município do estado de calamidade financeira, decretado desde que assumiu a gestão.   

Segundo Allyson, apesar de equilibrar os ítens citados acima, o que ainda onera o município e impede folego maior são as dívidas antigas que geram bloqueio judicial.

"Estaremos melhor para sair da calamidade quando pararmos de sofrer bloqueios judicias em decorrência de dividas da gestão passada. Há mês que há bloqueio de mais de R$ 2 milhões do municipio, e não falo de precatório, dívidas parceladas ou dívidas provisionadas em parcelamento. São bloqueios judiciais de acordos firmados em outros tempos, que não foram cumpridos e a Justiça manda bloquear as contas do município", explicou.

O prefeito, entretanto, garante que a calamidade financeira não limita nenhum acesso de transparência do município, que "não existe nenhuma dispensa de licitação por razão da calamidade". 

Compartilhar

0 comentários em "Município não tem como sair da calamidade financeira no momento, diz Prefeito"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA