segunda-feira, 15 de outubro de 2018

IFRN se posiciona contra casos de intolerância e agressão

Compartilhar
Pichação que circula nas redes
 sociais denuncia ameaças
O Instituto Federal do Rio Grande do Norte publicou uma nota em que se posiciona contra os casos de agressão que têm sido denunciados ultimamente, inclusive envolvendo membros de sua comunidade.

De acordo com as denúncias, as agressões e ameaças têm como motivador a intolerância política.

Veja nota na íntegra:

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN), diante de casos de agressão sofridos por cidadãos de todo país, inclusive da Instituição, devido ao momento político-eleitoral, torna público seu posicionamento de defesa às diferenças e direitos de expressão garantidos pela democracia. 

Os casos de intolerância também foram citados em nota pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), com a qual o IFRN se solidariza e se une como instituição de ensino pública, autônoma e de qualidade referenciada socialmente. 

Desse modo, lamenta os casos de violência física e moral sofridos por qualquer cidadão e aponta o diálogo e a educação como caminhos para superar o momento de tensão e construir um país com mais inclusão e democracia.

O posicionamento toma como base um dos principais norteadores das ações do Instituto, a sua função social, a qual enfatiza o compromisso com a formação humana integral, o exercício da cidadania e a produção e a socialização do conhecimento, “visando, sobretudo, à transformação da realidade na perspectiva da igualdade e da justiça sociais”.

Wyllys Farkatt Tabosa, reitor, representando o Colégio de Dirigentes do IFRN