quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

Deputado estadual do PSOL que não será diplomado ainda terá vaga mantida

Compartilhar
(Foto: web/ reprodução)
A suspensão de diplomação do deputado estadual eleito pelo PSOL, Sandro Pimentel, pelo TRE, não retira a vaga do partido na Assembleia Legislativa do RN.

Pelo menos por enquanto, só haverá recontagem dos votos após o final das investigações e julgamento do caso.

A posse do candidato está marcada para primeiro de fevereiro de 2019.

A suspensão foi dada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), a partir de um pedido do Ministério Público Eleitoral, por indícios de captação e gastos ilícitos durante a campanha.

O MP alega que Pimentel descumpriu o prazo de entrega dos relatórios financeiros e que o documento apresenta incompatibilidades. “A entrega intempestiva dos relatórios financeiros de campanha em relação às doações apontadas no parecer técnico, no montante de R$ 5.850, representa 13,04% das doações recebidas”, afirma a promotora Cibele Benevides na representação.

A promotora aponta que há doação de equipamentos de iluminação e som, com valor de R$ 2 mil, não foi registrada. Além disso, uma série de doações de uma pessoa física que somam R$ 35.350 foram feitas em espécie, porém a lei determina que, quando o valor doado superar R$ 1.064,10, o envio da quantia deve acontecer através de transferência eletrônica.

*Com informações do G1/RN