terça-feira, 19 de março de 2019

Produtor cultural de Mossoró questiona argumento da prefeita sobre falta de verba para eventos

Compartilhar
O produtor cultural Mykael Bandeira divulgou em suas redes sociais um desabafo sobre o remanejamento realizado pela Prefeitura de Mossoró para o Mossoró Cidade Junina.

Ele lembra de todas as ações culturais que não foram realizadas pelo Executivo Municipal com a justificativa de falta de verba, argumento que, segundo ele, não foram verídicos.

Além disso, questiona as licitações para a festa que deve começar daqui em menos de três meses.

Leia o texto: 

ROSALBA CIARLINI ACHA QUE TEMOS MEMÓRIA CURTA

Rosalba Ciarlini mentiu para população ao dizer que não realizaria o carnaval de Mossoró porque aplicaria esses recursos na realização de obras no município, mas você sabe pra onde foi o recurso do carnaval? Não? Então confira no JOM 501b publicado no dia 12 de março onde a prefeita enfim movimenta este recurso. Rosalba acha que temos memória curta.

Curioso é, mas não é surpresa, pois avisamos que esse discurso da prefeita desde o início era mentiroso. A prefeita deixou de realizar o carnaval para aplicar seu dinheiro em outra festa, o Mossoró Cidade Junina. Foram transferidos os R$110.000,00 destinados pro “Mossoró Cidade Folia” para o Mossoró Cidade Junina.

E além de Rosalba não utilizar esse recurso para obras na cidade, ela ainda transferiu o recursos de outras obras, que são de fundamental importância, como a reforma do Vuco-Vuco do Mercado do Bom Jardim, reforma da Praça de Convivência e reforma do Praça da Criança e manutenção do Ginásio Pedro Ciarlini. Todos os recursos para estas obras foram destinadas ao Mossoró Cidade Junina.

Como se não bastasse, a prefeita ainda achou pouco a crise e a redução dos investimentos da Petrobras na cidade, ainda houve transferência dos recursos destinada às Políticas de Uso e Aproveitamento para Reativação de Campos Maduros.

Acha que acabou? Magina! Ainda houve retirada de investimentos da Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural e da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, com retirada de recursos do projeto Água Viva, Projeto Semear, Festa do Bode e do Circuito Mossoroense de Futebol Amador.

E enquanto isso, nada das licitações pro Mossoró Cidade Junina serem lançadas. Um evento tão importante não cabe mais de amadorismo, precisa ser tratado com profissionalismo e responsabilidade. E acima de tudo, zelo com bem público. Não defendemos a falta de investimentos no MCJ, tampouco que o evento não aconteça. Porém enquanto os gestores não compreenderem a importância de ter um planejamento qualificado para atrair investimentos privados, e uma atualização do retorno de mídia destinado ao evento, Mossoró continuará a mingua sendo administrada por pessoas que mentem descaradamente para população achando que estão fazendo o certo sem nenhum diálogo, que transferem recursos de outros fins em detrimento da festa. Você ainda acredita no que a prefeita diz?

*Esse é um texto opinativo e não representa necessariamente a opinião do Blog Carol Ribeiro.