sábado, 25 de maio de 2019

INSS de Mossoró vai paralisar em greve geral de junho

Compartilhar
(Foto: assessoria de imprensa)
Hoje (24), o Sindicato dos Trabalhadores(as) Federais em Saúde, Trabalho e Previdência Social promoveu reuniões nos locais de trabalho do Instituto Nacional do Seguro Social  (INSS) em Mossoró, ocasião em que a categoria decidiu aderir à greve geral contra a Reforma da Previdência de Bolsonaro, prometendo paralisar os serviços no dia 14/06.

A primeira assembleia se deu pela manhã, na Agência de Previdência Social – APS Mossoró – ocasião em que os servidores por ampla maioria, com um voto em contrário, decidiram pela paralisação. Já à tarde, foi promovida uma reunião com profissionais na Gerência Executiva de Mossoró – GEXMOS – que também aderiram à greve geral contra a Reforma da Previdência na data referida.

Márcio Freitas, diretor do Sindprevs/RN e da FENASPS, relembrou que não apenas o futuro da previdência social que está em jogo, mas também a existência do próprio INSS: “várias agências estão cotadas de serem fechadas, incluindo esta gerência executiva e várias APS no interior do Rio Grande do Norte e em todo o Brasil".