sexta-feira, 6 de setembro de 2019

"De ambientalista, a questão é no mínimo suspeita"; Veja comentário de analista sobre crise internacional

Compartilhar
Que houve aumento no desmatamento, não há dúvida, mas as queimadas ilegais sempre existiram na Amazônia, e a questão deve ser resolvida nacionalmente.

Esse foi o tema da conversa com o professor Mairton França, pesquisador de economia dos recursos hídricos e meio ambiente, que esteve no programa Cenário Político (TCM Telecom) no último dia 28 de agosto. 

De acordo com Mairton, o interesse de redução das áreas de agricultura aqui no Brasil é direto com relação à França. "A França é beneficiária de um programa que dá subsídios à agricultura francesa, e os produtos brasileiros são principais concorrentes", explica. A primeira ideia na reunião do G7, de boicotar a carne brasileira, foi dada pela Irlanda, que é concorrente do Brasil no mercado.

"De ambientalista, a discussão é no mínimo suspeita", completa.

Para o professor, a questão serviu para pelo menos, a questão ambiental finalmente sair do segundo plano das discussões e vir ao centro.

O estudioso analisou também a política ambiental do governo Bolsonaro. "Ele errou na reforma administrativa, esvaziando o Ministério do Meio Ambiente, que tinha instrumentos de combate ao desmatamento, inclusivo o capital federal da pasta, que foi transferido para o Ministério da Agricultura".

Veja a entrevista na íntegra nos vídeos abaixo:  

Parte 1

Parte 2

Parte 3