Com renovação contratual, Prefeitura reconhece atrasos à Athos desde setembro

Centro administrativo é um dos locais de atuação de terceirizadas
(Foto: autoria não identificada)
Uma publicação do Jornal Oficial do Município (JOM), edição 541, de 20/12/2019, publicizou que a empresa Athos, que é de Fortaleza (CE), fechou novo contrato com a Prefeitura - no valor de R$ 16.959,996,00.

Os terceirizados vão atuar na Secretaria Municipal de Educação e suas unidades de ensino. 

Em 2019, foram mais de R$ 10 milhões de faturamento em contratos com a Prefeitura de Mossoró.

Só em 2019, essa terceirizada recebeu um aditivo para o favorecimento para receber pagamento à frente de outros credores da municipalidade e duas dispensas de licitação, além desse novo contrato.

Atraso

Vale lembrar que a Athos segue com atrasos no pagamento de folha de pessoal. Relatos que chegam através de denúncias de funcionários, que são leitores do Blog, é que estão com aviso prévio para encerramento de contrato e dois meses de salários atrasados, além do 13º.

O outro lado

O Blog entrou em contato com a Prefeitura de Mossoró sobre a renovação do contrato e os atrasos salariais. Sobre os contratos, a Prefeitura explica a necessidade de realizar o processo em caráter emergencial por 180 dias para que os serviços do município não parem.

Segundo a assessoria de comunicação, além da secretaria de Educação, as secretarias de Saúde e Administração estão com o processo do pregão em curso. A pasta de Desenvolvimento Social também está com processo em andamento.

Dívida reconhecida

Já sobre os atrasos salariais, a gestão municipal de Mossoró reconhece a dívida com a empresa Athos, referente a serviços prestados em quatro secretarias. De acordo com as informações repassadas ao Blog, em algumas os salários estão atrasados desde setembro, outras desde outubro e ainda outras desde novembro. Sem precisar os valores que deve à terceirizada, a Prefeitura informou que está reunindo esforços para regularizar aos poucos o débito.

*Com informações do Portal do Oeste, Blog Carlos Santos e Blog Carol Ribeiro

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA