Por que Enem não é adiado?, questiona professor

Além dos impactos na saúde, sociais e econômicos causados pela crise do Covid-19, os aspectos educacionais também são afetados.

A aprendizagem no modo de ensino à distância - solução encontrada pelas instituições de ensino - tem sido discutida por estudiosos da área. As diferenças sociais e de conectividade no acesso ao ensino virtual também é questionada. E enquanto o Governo Federal desconsidere, até o momento, a possibilidade, educadores, projetos propostos por parlamentares e até uma ação popular pedem o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).   

(Foto: Ana Carolina Moreno/G1)

O professor Tales Augusto, historiador atuante no IFRN do município de Apodi, questiona a permanência dos editais do Exame em texto publicado nas redes sociais. Acompanhe:

Estão esperando o que para adiar a prova do Enem 2020?

Hoje, dia 15 de abril se 2020, estamos a exatos 200 dias da prova do ENEM, mas sabemos que a maioria das escolas no país estão há quase um mês sem aulas.

Sabemos que muitas escolas privadas não pararam, a disparidade já existente entre alunos da rede pública e privada aumentou ainda mais.

O recurso da EAD (Educação à Distância), além de vídeos aulas, tira dúvidas está a disposição de poucos. Enquanto que muitos hoje, devido a suspensão necessária das aulas em virtude da Pandemia do COVID-19, perderam inclusive, a única refeição diária que tinha.

Se o governo adotar a EAD para todos, já imaginou? Como os alunos que moram boa rincões do país iriam acessar as aulas, aplicativos? Ora, em muitos lugares falta até sinal para as operadoras de celulares, quando há a qualidade do serviço dessa a desejar e como ter um bom plano de dados, se nem há dinheiro para se manter bem alimentado?

Seria sensato que o MEC adiasse as provas, pois seria menor o tão gigante, quase imensurável caminho para uma IES (Instituição de Ensino Superior).

Se o governo primar pela equidade e isonomia, as datas devem ser adiadas e logo!

CAROL RIBEIRO RECOMENDA