Presidente de associação denuncia lentidão do Governo

O presidente da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró (Apram) denuncia  em redes sociais morosidade do Governo do RN em abertura do Hospital da PM de Mossoró.

Segundo ele, um grupo de empresários, responsável pelas adequações na estrutura hospitalar para reabertura dos leitos com o objetivo de atender infectados pelo Covid-19, já finalizou os reparos, mas o Executivo estadual não fez ainda a instalação dos equipamentos necessários.

Veja nota na íntegra:  

Empresários concluem reforma mas morosidade do Governo do estado impede abertura do HPM Mossoró

Desde a semana passada que um grupo de empresários mossoroenses voluntariamente promoveram reparos e adequações na estrutura do Hospital Regional da Polícia Militar de Mossoró com o fim de agilizar a liberação de leitos para tratar pacientes infectados pelo COVID 19.

Entretanto, todo esse esforço do setor privado até aqui não teve reflexo em agilidade do governo do estado que ainda não instalou os equipamentos necessários e destinou a equipe médica e demais funcionários para trabalho na unidade. Mossoró já registrou 5 mortes causadas pelo coronavírus, sendo o maior índice do estado. 

Nos últimos dias o Cabo Tony Fernandes (Presidente da APRAM) tem buscado apoio de deputados para que parte dos 2 milhões autorizados pela Assembleia Legislativa para fortalecer a rede hospitalar estadual no combate ao Coronavírus (COVID 19) seja destinado ao HPM Mossoró.  

Assessoria de Comunicação

Veja vídeo divulgado pelo Cabo Tony Fernandes:


CAROL RIBEIRO RECOMENDA