Patu aprova aumento de salários para prefeito, secretários e vereadores

Em reunião ordinária realizada na Câmara Municipal de Patu, ontem (24), os edis aprovaram reajuste dos próprios salários, além da remuneração do Prefeito, Vice-Prefeito e Secretários Municipais. De todos os vereadores presentes na sessão, apenas Kaka de Bodim (PL), vereadora e pré-candidata a Prefeita votou contra o projeto.

Pelo projeto, o salário dos vereadores aumenta de R$ 3.940,14 para R$ 5.200,00, o Presidente da Câmara que recebe R$ 6.567,08 receberá R$ 8.666,32. Os salários dos Secretários Municipais de R$ 3.150,00 saltarão para R$ 4.500,00. O Vice-Prefeito deixará de receber R$ 5.000,00 para receber R$ 10.000,00. O prefeito também terá reajuste de 100%, deixando de receber R$ 10.000,00 para receber R$ 20.000,00. O aumento significa um impacto de R$ R$ 1.904.662,24 nos cofres públicos do município, ao fim dos mandatos dos próximos políticos, no período de 2021 a 2024.

Primeira página do projeto
(Imagem: reprodução)

“Aumentar salário de políticos em plena pandemia é um tapa na cara da sociedade patuense”, comenta Kaka de Bodim, vereadora em segundo mandato e pré-candidata à Prefeitura de Patu. Em uma Câmara formada por 9 vereadores, a vereadora liberal foi a única a votar contrária ao aumento, justificando que “para a realidade do nosso município isso é inadmissível. Patu, uma cidade com aproximadamente 12 mil habitantes pagará o mesmo salário da Prefeitura de Natal, capital do Rio Grande do Norte, com mais de 800 mil habitantes. Gravei um vídeo onde desafio meus colegas vereadores e o atual prefeito a desistirem dessa ideia, a não aprovarem essa lei”.

O projeto segue para sanção do Prefeito Rivelino Câmara (MDB), que poderá atender ao apelo da população e da concorrente nas próximas eleições e vetar o projeto ou sancionar.

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA