A ‘escola do rock’ com mais de 200 aulas online gratuitas

Do Nexo 

No rock existe uma longa tradição de músicas que ridicularizam ou criticam a escola, incluindo “School’s Out”, de Alice Cooper, e “Another Brick in the Wall”, do Pink Floyd.

A plataforma TeachRock, no entanto, propõe usar o rock como ferramenta de ensino. Fundada pelo guitarrista Steven Van Zandt, integrante da E Street Band, que toca com Bruce Springsteen, trata-se de um curso completo sobre a história de um dos gêneros mais populares do mundo.

Para promover o curso e levantar fundos, Van Zandt iniciou em 16 de julho uma série de podcasts, ou talk shows virtuais, em que o músico entrevista personagens ligados ao meio musical.

Com textos, imagens, vídeos e áudios, o curso traça o desenvolvimento do gênero desde que artistas do blues rural, como Muddy Waters, migraram para áreas urbanas do norte dos Estados Unidos, na década de 1940.

Músico americano Muddy Waters, que levou o blues para um contexto urbano
(Foto: divulgação)

O objetivo da plataforma é “usar a lente da música popular para ajudar crianças a aprender todo tipo de matéria”, incluindo, segundo o site da TeachRock, história, geografia, ciências e música em geral.

Por exemplo, em uma seção sobre a soul music na década de 1960, estudantes podem mergulhar e discutir temas como as relações raciais nos Estados Unidos, o movimento pelos direitos civis negros e o desenvolvimento do uma nova identidade afro-americana. Outra lição explora a batida da música popular como reflexo de histórias de populações e etnias diversas, incluindo aprendizados sobre o tráfico transatlântico de escravos e as migrações latino-americanas para os Estados Unidos.

Van Zandt lançou a TeachRock em 2007 junto com os músicos Bono Vox (vocalista do U2), Jackson Browne e Bruce Springsteen e o diretor de cinema Martin Scorsese.

A iniciativa nasceu como resposta ao desaparecimento de aulas de artes nas escolas americanas. Em 2002, uma lei federal reformulou os currículos das escolas públicas do país, incentivando foco em matemática, leitura e escrita. Como resultado, até 2007, quase 71% das escolas de ensino fundamental e médio dos EUA haviam reduzido aulas de disciplinas como história, arte, línguas e música.

Em todos os temas, o site oferece roteiros completos de aulas para educadores, com atividades, temas para debate e propostas de perguntas. No total, são mais de 200 lições disponíveis na plataforma gratuitamente.

O curso tem apoio de conselhos nacionais de estudos sociais, educação musical e educação de geografia. Também faz parte do programa educacional da associação de ensino de Nova Jérsei, estado natal de Van Zandt. E mais de 100 escolas da rede pública da cidade de Nova York utilizam seus cursos.

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA