Esta é a última semana de vacinação em Mossoró

A Prefeitura de Mossoró, através da Secretaria Municipal de Saúde, realiza nesta semana os últimos dias de imunização contra a gripe. A ação faz parte da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (H1N1), coordenada pelo Ministério da Saúde.

O coordenador municipal de Imunizações, Etevaldo de Lima, ressalta que até a sexta-feira (24), as doses da vacina estarão disponíveis para os grupos prioritários da campanha, nas Salas de Vacinação das Unidades Básicas de Saúde (UBSs), em diferentes bairros da cidade.

Até o momento, de acordo com informações do responsável, o município já vacinou 93.008 pessoas dos grupos prioritários, o que representa uma cobertura de 96,47% do público alvo da campanha.

Etevaldo de Lima informa que mesmo com as ações realizadas pelas equipes de saúde do município com o objetivo de imunizar todo os grupos prioritários, como a realização de vacinação por meio do sistema de drive thru, em diferentes dias e locais da cidade, muitas pessoas deixaram de se vacinar.



“Infelizmente, ainda temos muitas crianças, pessoas com deficiência, gestantes e outros indivíduos que fazem parte do público alvo, que ainda não foram até uma de nossas UBSs para receberem a dose da vacina contra a influenza”, reforça.

Segundo dados do sistema, o município já vacinou 13.700 crianças de 6 meses a menores de 6 anos, no entanto ainda faltam 8.716 receberem a vacina. Também faltam ser vacinadas 866, gestantes, 1.196 adultos de 55 a 59 anos, cerca de 500 professores. Outro público que também faz parte do grupo prioritário e deixou de ser vacinado são as pessoas com deficiência, até o momento apenas 395 pessoas desse grupo foram imunizados, faltando um número bastante expressivo.

“É importante frisar a importância desse público receber essa vacina, para se manter imunizado. É possível evitar um problema sério de saúde, com uma ida a Unidade Básica de Saúde do seu bairro. Até o dia 24 estaremos atendendo os grupos prioritários nos postos de vacinação que funcionam nas UBSs”, destaca.

CAROL RIBEIRO RECOMENDA