Prefeitura veta apoio psicológicos a pacientes de Covid-19

A Prefeitura de Mossoró enviou à Câmara Municipal veto a projeto que propõe atendimento psicológico às vítimas da Covid-19 em Mossoró. A bancada da oposição, junto ao autor do projeto, vereador Petras Vinicius (DEM), conclamaram a população e os colegas vereadores para derrubada do veto na sessão desta terça-feira (14).

O Projeto de Lei Ordinária 52/2020 propõe atendimento psicológico a pacientes e familiares de pessoas acometidas pelo novo coronavírus. Teve aprovação da casa, na sessão ordinária do dia 03 de junho. O Projeto foi votado em caráter de urgência pelos vereadores de Mossoró.

O texto especifica que o atendimento psicológico deverá ser realizado pelos psicólogos do município e poderá ser realizado tanto presencialmente como virtualmente.

Apoio a servidores

Por outro lado, ontem (13), a Prefeitura de Mossoró divulgou implantação, a partir desta quarta-feira (15), de um serviço de atendimento psicológico remoto aos profissionais da Secretaria Municipal de Saúde que foram diagnosticados ou que tiveram o novo coronavírus. Segundo o Executivo, a iniciativa visa garantir mais qualidade na saúde mental dos profissionais, uma vez que muitos trabalharam na linha de frente da Covid-19 e podem estar necessitando de um atendimento psicológico mais especializado.


(Foto: assessoria/PMM)

O atendimento aos servidores vai funcionar por meio de ligações e videochamadas, através dos números 84 9 9228-0365 / 84 9 9648-2296 / 84 9 9133-2219. Caso seja identificada a necessidade de um atendimento alongado as psicólogas responsáveis deverão fazer o devido acompanhamento.

A coordenadora de Saúde Mental do Município, Kalyana Fernandes, explicou que a Secretaria de Saúde estudava a possibilidade de implantar esse serviço. 

Proposta da Câmara

Acontece que o apoio psicológico aos funcionários também já foi assunto discutido na Câmara de Mossoró. Mais precisamente no último dia 07 de maio, o mesmo vereador Petras Vinicius fez a indicação. Na data, o assunto foi divulgado por meio das redes da Câmara Municipal e do parlamentar:

É inevitável que o isolamento, o distanciamento da família, o aumento do estresse, o medo de contrair doenças e o aumento significativo do trabalho causem danos psíquicos a esses profissionais, que estão na linha de frente contra essa grande pandemia. ⁣
Preocupado com o estado emocional de profissionais de saúde, indicamos à Prefeitura de Mossoró Programa de Acompanhamento Psicológico aos Servidores do setor. Objetivo é dar suporte aos que atuam no combate à covid-19.

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA