"Eu não sou uma golpista", diz reitora nomeada da Ufersa

Compartilhar

"Eu não sou uma interventora, eu não sou uma golpista. Eu sou uma reitora nomeada, eu sou uma servidora pública. Pertencemos a uma condição intelectual e administrativa que me deram condições de ocupar o cargo". Assim se definiu Ludmilla Oliveira, reitora nomeada da Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa), em entrevista ao Cenário Político (TCM Telecom), se defendendo das críticas à sua nomeação. 


Ela disse que considera as manifestações pontais e que "não existe primeiro lugar".


"Não é a maioria, o candidato que as manifestações colocam como primeiro lugar teve pouco mais de 33% dos votos, foram cinco candidatos".


(Foto: reprodução/ TCM)


Ludmilla ainda defendeu que a consulta acadêmica foi realizada para levar três nomes à Presidência da República. "O edital para a consulta acadêmica mostrou isso. Não foi eleição direta. e os outros governos, ditos democratas não fez nada para mudar", provocou. 


Sobre as articulações junto aos nomes do Governo Federal para sua nomeação, ela disse: "A chamada para minha escolha começou desde a campanha. Qualquer candidato tinha que ter não só competência intelectual, mas também um diálogo político. Quem não tem, não há como trabalhar à frente de uma instituição".


Manifestações


A reitora nomeada, que deverá assumir o trabalho no próximo domingo, ainda frisou que as manifestações serão respeitadas, porque a universidade é formada por "pluralismo", mas reitera: "agora, a dimensão partidária não deve ser discutida em universidade, lá é para se discutir ensino, pesquisa e extensão".


Para assistir ao programa na íntegra clique AQUIAQUI e AQUI.


Compartilhar

0 comentários em ""Eu não sou uma golpista", diz reitora nomeada da Ufersa"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA