"Isso é serviço público, não é bodega", diz Prefeitura sobre denúncia de falta de repasses

A Prefeitura de Mossoró ficou "surpresa" e achou que foi "desproporcional" a nota divulgada pela Liga de Combate ao Câncer (LMECC) sobre a denúncia de falta de repasses e comunicado de consequente paralisação dos serviços de quimioterapia e radioterapia (leia abaixo). Quem disse isso foi a secretária municipal de Saúde de Mossoró, Saudade Azevedo, 


A secretária falou no programa Meio-Dia Mossoró (TCM 95FM) de hoje (02). Ela diz não entender porque a Liga vai parar um atendimento que é 100% SUS, que está em dia, e não advindo de receita municipal.


Embora reconheça a dívida que se arrasta desde 2018, afirma que o plus, que é o valor devido pela Prefeitura, está "praticamente em dia". Segundo Saudade, o débito de 2018, 2019 e 2020 com o tratamento de câncer nunca foi sanado pela Prefeitura porque "são dividas grandes, houve perda de arrecadação, pagamentos de dívidas de outras gestões. Já foram feitas várias rodadas de conversas e a gente esbarra em problemas mil e também na ausência de recursos para pagar". 


Secretária: Prefeitura reconhece a dívida (Foto: arquivo)


Repasses do Governo


Sobre os valores referentes ao Plus do governo do Estado, que são repassados à Prefeitura que, por sua vez, repassa ao hospital, Saudade Azevedo explicou que a burocracia torna o processo lento. 

"O estado fez sim repasse na última quinta-feira e nós precisamos de um tempo para pagar porque aqui é serviço público, não é bodega", finalizou a secretária.


Denúncia


A Liga Mossoroense de Estudos e Combate ao Câncer (LMECC) emitiu um comunicado hoje sobre a possibilidade de paralisação dos serviços de quimioterapia e radioterapia a partir da próxima terça-feira (08) pela falta de repasses por parte da Prefeitura de Mossoró, referente ao Plus de Serviços realizados nos últimos anos.


Segundo a nota, conforme reunião realizada no dia 14 de julho de 2020, a Prefeitura Municipal de Mossoró firmou verbalmente o compromisso de pagar R$ 401.000,00, referente ao mês de junho de 2019 e quitar os débitos dos anos de 2018, 2019 e 2020, de forma parcelada.


A Liga Mossoroense é referência no tratamento oncológico de Mossoró e região, atendendo cerca de 64 municípios, compreendendo a II, IV E VI regiões das Unidades Regionais de Saúde Pública (URSAP), com um fluxo de aproximadamente 320 pacientes/dia.


POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA