João Paulo chega ao Potiguar pelo trabalho sério. E o potiguar, trabalhará sério?

(Foto: autor não identificado)

Por Larissa Maciel*

Um dia após a saída de Everton Goiano, o alvirrubro já tem um novo nome no comando. João Paulo fez uma excelente temporada pelo Força e Luz. Colocou a equipe num patamar que sonhava, mas que não tinha certeza se chegaria lá. Viu e conferiu de perto a bagunça que o Potiguar foi esse ano naquele 5x1.

Chegou a hora dele representar a equipe alvirrubra que tem tradição e torcida, mas que hoje não tem sequer organização. A diretoria do Potiguar se chateia com críticas, mina a imprensa, mas no fundo reconhece que não faz bom trabalho. O torcedor sabe, ele vê. E vai seguir cobrando.

A saída de Wadson não escancara apenas a insatisfação do jogador, mas a injustiça que fizeram com ele. A saída de Everton goiano é a prova concreta que a falta de investimentos pontuais, pensados e planejados pode estragar um trabalho por completo. Assim foi com Luciano Quadro, não seria diferente com Everton.

João Paulo deve pedir os seus. Deve tentar arrumar a casa. Mas não será fácil e sabe. Tem visão e pode mostrar isso a frente do clube. Terá ajuda e respaldo necessário? 

*Larissa Maciel é formada em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), é mossoroense, repórter e apresentadora da TCM Telecom e 95 FM, crescida entre fãs de esporte, jornalista por vocação e analista de esporte por amor à esta área da profissão em específico. 

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA