Abaixo-assinado de estudantes da UFERSA cobra afastamento de professor acusado de cometer crimes

Compartilhar

Um vídeo em que o professor Valdir Fonseca usa a aula remota para fazer ameaças a alunos e defesa de posições político-partidárias viralizou em grupos e redes sociais no último fim de semana.

Valdir Fonseca é professor dos cursos de Agronomia, Veterinária e Zootecnia da UFERSA

O Diretório Central dos Estudantes (DCE) Romana Barros, que representa os alunos da UFERSA, publicou nas suas redes sociais, na manhã desta segunda-feira, o vídeo e, em seguida, um abaixo-assinado com várias acusações contra o docente:

Abaixo-assinado

Afastamento imediato do professor Valdir Martins da Fonseca Filho! Exoneração já!

​Desde a sua entrada na UFERSA, datada de 1982, que o professor Valdir Martins da Fonseca Filho apresenta histórico de assédio contra os estudantes. Eles são dos mais variados tipos: 

- Uso de tabaco e incitação a violência dentro da sala de aula;

- Assédio sexual e moral para com os estudantes;

- Repetitiva pressão psicológica aos estudantes;

- Ameaças de reprovação para alunos vinculados ao Movimento Estudantil e a partidos políticos específicos;

- Descompromisso com a forma de avaliação e seguimento da disciplina apresentado em plano de curso no inicio do semestre;

- Uso de expressões e apelidos constrangedores aos estudantes (Ex.: "Vou enrabar você" e chamar alunos de subnutridos);

- Pedir kg de alimentos a estudantes para que só assim os mesmos pudessem fazer suas provas;

- Inúmeras denúncias na ouvidoria e nada feito desde muitos anos;

- Convidar garotas para cheira-las durante a aula e se assim não fizessem ameaçava com reprovação;

- Chamar estudantes assentados de "ladrão de bode";

- Reprovação inconsistente de estudantes;

- Constrangimento aos estudantes durante apresentações de seminários e provas orais.

​É inadmissível que diante de tudo isso, Valdir apenas tenha contra si dois termos de ajustamento de conduta, um da Comissão de Ética da universidade e outro da própria Ouvidoria, que sequer foram seguidos pelo docente.

​Nesse sentido, exigimos da UFERSA:

1. A substituição imediata de Valdir por outro docente nas disciplinas que ele ministra;

2. Que todas os chamados abertos contra Valdir na ouvidoria sejam apurados e encaminhados ao Ministério Público Federal;

3. Que Valdir seja exonerado da universidade.

Até o momento desta publicação, o documento do DCE havia sido subscrito por 3.831 pessoas.

Compartilhar

0 comentários em "Abaixo-assinado de estudantes da UFERSA cobra afastamento de professor acusado de cometer crimes"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA