Conversa com o prefeito Allyson Bezerra

Compartilhar

Sugestões para medidas restritivas, falta de pagamento dos médicos, pendências com terceirizadas e consórcio de vacinas foram alguns dos assuntos conversados

(Imagem: reprodução TCM)

Nesta quarta-feira (17), o prefeito Allyson Bezerra (SDD) conversou com a editora deste Blog e o jornalista Vonúvio Praxedes no programa Cenário Político (TCM Telecom).

Medidas de restrição

A Prefeitura admite que "acaba valendo as medidas mais restritivas", então o município deve fazer valer as regras decretadas pelo governo estaduala partir do próximo sábado (20).

Mas o prefeito citou algumas das sugestões que chegou a apresentar à Governadora Fátima Bezerra, e que não foram acatadas. De acordo com Allyson Bezerra, elas surgiram de sugestões recebidas por parte do Comitê Político da Prefeitura e dos segmentos empresariais: lei seca em determinado hora da semana e nos finais de semana; comércio adotar compromisso para evitar aglomerações; horário para toque de recolher às 21h; e tempo maior de funcionamento dos supermercados para evitar aglomerações.

Atraso no repasse dos médicos do HMAC

Segundo o prefeito, o processo de pagamento está para ser finalizado nesta quinta-feira (18). Algumas despesas relacionadas ao exercício anterior estão judicializadas, com as datas para pagamento acordadas com a Justiça. Há também as despesas que tiveram empenho cancelado, então do ponto de vista contábil, é necessário um reconhecimento do valor  para se alterar o orçamento, para aí sim realizar o pagamento, que está prometido para hoje (18).

Atraso às terceirizadas

Allyson Bezerra garante que as únicas empresas que não receberam o pagamento são: a que presta serviços urbanos e as que prestam serviços à educação. Mesmo assim, estas já apresentaram documentação e o processo de pagamento está sendo encaminhado. Segundo o gestor, "o município está trabalhando e não quer cometer ilegalidade, é necessário que o processo de pagamento siga um trâmite burocrático". Ele complementa que a partir de agora todas as empresas serão notificadas para que até o 5º dia útil do mês apresente a documentação - motivo apontado para o atraso - para que o pagamento seja feito logo posteriormente.

Ele informa ainda que o sindicato e trabalhadores podem buscar informações sobre empresas com pendências na secretaria de Finanças, para ter acesso aos protocolos.

Recursos federais para a Covid

Nas palavras do prefeito, ele gostaria que o Governo Federal voltasse com o auxílio da mesma forma que o ano passado. "Mossoró esse ano não recebeu nenhum centavo de recurso Covid. O Governo Federal no ano passado foi benevolente com os municípios".

Compra de vacinas pelo consórcio de Vacinas

O que existe é um trâmite. A lei (de inclusão de Mossoró como parte do consórcio) será sancionada, agora é aguardar a tramitação junto aos municípios do Brasil para a compra com as multinacionais.  

Usinas de oxigênio no Estado

Há uma crise de desabastecimento em 60 municípios do RN. Em Mossoró, no entanto, existem três usinas instaladas em duas Upas e mais uma no Hospital São Luiz. Portanto, o problema não atinge o município, já que "Mossoró produz seu próprio oxigênio".

Assista ao programa completo clicando aqui, aqui e aqui.

Compartilhar

0 comentários em "Conversa com o prefeito Allyson Bezerra"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA