Empresas do RN poderão dar férias coletivas ou individuais durante decreto

Compartilhar

Acordo permite que empresas varejistas do RN possam conceder férias aos colaboradores de maneira simplificada enquanto durarem restrições ao seu funcionamento 

Para entidade, a medida dá alívio ao empresário (Foto: Heloísa Guimarães/Inter TV Cabugi)

As empresas do comércio varejista do Rio Grande do Norte poderão conceder férias coletivas ou individuais aos seus funcionários, por um período de 14 dias, sem necessidade de comunicação prévia ao trabalhador.

Os encargos incidentes sobre estas férias deverão ser pagos junto com o salário do mês em que as mesmas forem gozadas, de uma única vez, ou podendo ser parcelados em três vezes, a critério da empresa. 

A medida poderá ser aplicada pelos estabelecimentos filiados ao Sindicato Intermunicipal do Comércio Varejista do Rio Grande do Norte (Sindilojas RN) e está condicionada à vigência do Decreto Estadual nº 30.419, válido até 2 de abril, e que endureceu as medidas de isolamento social em decorrência da propagação da Covid-19, permitindo a abertura somente dos serviços considerados essenciais. 

De acordo com o presidente do Sindilojas RN, Gilberto Costa, a medida foi necessária, diante do fechamento, pelo período de 14 dias, de centenas de empresas do comércio varejista, por força do decreto estadual. “Esta foi uma forma que encontramos, em comum acordo com o sindicato laboral, de amenizar os impactos financeiros que o fechamento desses estabelecimentos causou”, finaliza.

*Com informações da Fecomercio RN
Compartilhar

0 comentários em "Empresas do RN poderão dar férias coletivas ou individuais durante decreto"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA