Inspeção Municipal apreende 740 quilos de carne impróprias para consumo

Compartilhar

A carne era colocada em contato com o chão e as prensas de utilização inadequadas feita com material não permitido pela legislação vigente

Produto apreendido foi descartado no Aterro Sanitário Municipal (Foto: Cedida)

O Serviço de Inspeção Municipal, órgão ligado a Secretaria Municipal de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Mossoró, interditou na manhã desta segunda-feira (15) uma charquearia clandestina após uma denúncia anônima.

O local funcionava em uma residência. A ação teve apoio da Guarda Civil Municipal (GCM).

A fiscalização apreendeu cerca de 740 quilos de carne que seriam utilizadas na fabricação do charque clandestino.

Após receber a denúncia, uma equipe do SIM se deslocou até a fábrica clandestina localizada na zona urbana do município e fez a interdição do local. O material apreendido foi descartado no Aterro Sanitário Municipal.

“Foi constatado a produção clandestina de carne de charque em condições higiênica e sanitárias inadequadas e o estabelecimento sem registro do órgão fiscalizador oficial”, disse a veterinária Allany Medeiros que ressaltou ainda que o produto não passou por nenhum tipo de fiscalização e que o local era bastante insalubre.

Além disso, a matéria-prima (carne) era colocada em contato com o chão e as prensas de utilização inadequadas feita com material não permitido pela legislação vigente.

A veterinária salientou também que o produto estava sendo rotulado com nome de uma empresa com endereço em Natal entre outras irregularidades constatadas.

“É importante que a população atue como fiscalizador e possa fazer denúncia dessa natureza para o nosso serviço (Serviço de Inspeção Municipal), que consequentemente garantirá a segurança alimentar da nossa cidade e de nossa população”, finalizou.

Compartilhar

0 comentários em "Inspeção Municipal apreende 740 quilos de carne impróprias para consumo"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA