Artesãos e quadrilhas juninas são ouvidos para traçar planejamento do Mossoró Cidade Junina 2022

Compartilhar
Os artesãos e os quadrilheiros das quadrilhas juninas são os primeiros segmentos da cultura e do turismo que serão ouvidos pela Prefeitura de Mossoró no processo de elaboração do planejamento do Mossoró Cidade Junina 2022.

Foto: Wilson Moreno/PMM

A Secretaria Municipal de Cultura (SMC) e instituições parceiras iniciaram uma série de oficinas para fazer um diagnóstico e traçar oportunidades de negócios do MCJ, nesta terça-feira (27). Até agosto todas as categorias envolvidas no Cidade Junina participarão dos debates. As discussões permitirão solucionar fragilidades e impulsionar os negócios de uma das maiores festas juninas do país.

O Mossoró Cidade Junina completa 25 anos em 2022 e a previsão é que a edição comemorativa seja presencial, reunindo multidões na maior estrutura de todos os anos. Para preparar e planejar a festa de 25 anos do MCJ, os trabalhos já foram iniciados pela Secretaria de Cultura com apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (SEDAT) por meio de um grupo de trabalho no Conselho Municipal de Turismo, que reúne várias entidades e instituições.

De 27 de julho ao dia 19 de agosto, oito oficinas serão realizadas com participação de artistas, artesãos, empresas do ramo de turismo e hotelaria, vendedores ambulantes, barraqueiros, profissionais do setor de transporte, dentre outros. O objetivo é promover o debate sobre o assunto com as cadeias de cultura e turismo do município. O grupo de trabalho “Negócios para o Mossoró Cidade Junina 2022” reunirá os segmentos diretamente envolvidos no MCJ para definir quais oportunidades de negócios devem ser promovidas no evento, além da identificação de gargalos de edições anteriores que impactam negativamente no Cidade Junina.

“Nesse momento estamos trabalhando com a cadeia produtiva do turismo envolvida no Cidade Junina com objetivo principal é como se dará essa relação do turismo com o Cidade Junina, objetivando capacitar a todos os segmentos que fazem parte desse processo para que a gente tenha um projeto do Cidade Junina 2022 todo atualizado. Com as oportunidades, ameaças, potencialidades e fragilidades. Estamos nesse momento iniciando as oficinas, especialmente hoje com os artesãos e com os quadrilheiros. Identificamos 11 segmentos da cadeia produtiva e realizaremos nas próximas semanas nas terças e quintas-feiras essa formação. Vamos identificar as fragilidades e potencialidades para construir um relatório que será consolidado no âmbito do Conselho Municipal de Turismo para que possamos incluir as sugestões dentro do projeto do Cidade Junina 2022”, explicou o secretário de Cultura Etevaldo Almeida.

O Sebrae-RN, a UERN e a Associação Comercial e Industrial de Mossoró (ACIM) participaram da oficina com a presença da professora Raimunda Maria, da UERN; Oberi Penha, representando a ACIM; Ralph Juliano e Paulo Miranda, do Sebrae-RN.

As oficinas serão realizadas no Sebrae das 8h às 12h nas terças e quintas-feiras, mas poderão ser remanejadas para um local mais amplo (Teatro Municipal Dix-Huit Rosado) em caso do número de participantes ser maior. Todos os protocolos de prevenção a Covid-19 serão seguidos.

CRONOGRAMA DE OFICINAS

Dia 27/07 - Quadrilheiros e artesãos;

Dia 29/07 - Artistas (bailarinos, atores, músicos e pessoal de circo) e profissionais do entretenimento;

Dia 3/08 - Ambulantes e barraqueiros;

Dia 5/08 - Operadoras de turismo, agências de viagens e guias;

Dia 10/08 - Hotéis e pousadas;

Dia 12/08 - Restaurantes e lanchonetes;

Dia 17/08 - Transfers, motoristas de aplicativo de transportes, taxistas e mototaxistas;

Dia 19/08 - Instituições (CDL, ACIM, Fecomércio e Sindivarejo Mossoró Convention & Visitors Bureau - MC&VB).

*Com informações da SECOM/PMM
Compartilhar

0 comentários em "Artesãos e quadrilhas juninas são ouvidos para traçar planejamento do Mossoró Cidade Junina 2022"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA