Senado aprova criação de política nacional sobre dados de violência à mulher

Compartilhar

Do total de registros, 72% (75,7 mil denúncias) são referentes a violência doméstica e familiar contra a mulher

 

(Foto: assessoria)

Na sessão desta quinta-feira (30), os Senadores aprovaram o projeto (PLS 8/2016) que cria a Política Nacional de Dados e Informações Relacionadas à Violência contra as Mulheres (PNAINFO).

A proposta busca reunir, organizar, sistematizar e disponibilizar dados e informações relacionadas a todos os tipos de violência contra as mulheres. 

Os dados coletados subsidiarão a formulação, o planejamento, a implementação, o monitoramento e a avaliação das políticas públicas de enfrentamento a violência contra as mulheres.

“É dever do Congresso aprovar propostas que promovam às mulheres do nosso país uma maior proteção contra seus agressores. Infelizmente o número de violência em ambiente doméstico, sobretudo contra mulheres, tem aumentado no país nos últimos anos. Medidas como essas ajudarão na formulação de políticas públicas que combatam a violência”, afirma o Líder da Minoria, Senador Jean-Paul Prates (PT).

Em 2020, segundo o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, foram registradas 105.821 denúncias de violência contra a mulher nas plataformas do Ligue 180 e do Disque 100. Do total de registros, 72% (75,7 mil denúncias) são referentes a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Compartilhar

0 comentários em "Senado aprova criação de política nacional sobre dados de violência à mulher"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA