"Mulher ruim", "baitola" e a polêmica na Câmara de Mossoró

Compartilhar

Do Blog Saulo Vale: O vereador mossoroense Raério Araújo (PSD), bem ao seu estilo, fez mais um pronunciamento polêmico ao citar termos como “mulher ruim” e “baitola”.

(Foto: Edilberto Barros)

Raério falava de um líder comunitário que o “esculhamba em redes sociais”. Sem citar nomes, disse que essa liderança comunitária o trata com insultos e não poupa sequer sua mãe.

No final do discurso, perde as estribeiras: “Eu não tenho medo, não. Seja homem e diga na minha cara. Num fique falando por trás, não, feito mulher ruim e baitola”.

Reações

A líder da oposição, vereadora Larissa Rosado (PSDB) escreveu: “Como mulher que defende as minorias e o respeito a todos, me senti ofendida e triste com as declarações feitas por um colega vereador na Câmara de Mossoró. Comportamento preconceituoso de quem deveria dar exemplo”.

A vereadora Marleide Cunha (PT) fez um vídeo com críticas ao parlamentar. “A Câmara Municipal de Mossoró precisa se pronunciar. Não cabe silêncio quando ocorrem machismo, homofobia e demais intolerâncias contra a dignidade humana. É preciso dar um basta. Chega!”.

O vereador Francisco Carlos (PP) afirmou em rede social: “Hoje os termos foram mulher ruim e baitola. Tento contribuir para qualificar o debate na Câmara. O frequente uso de palavras desrespeitosas, preconceituosas, não podem ser toleradas em qualquer lugar, que dirá num parlamento”.

O vereador Pablo Aires (PSB), que defende a causa LGBTI+, fez um vídeo e disse que “é um absurdo que termos como ‘mulher ruim’ e ‘baitola’ sejam usados para diminuir alguém, como se ser mulher, gay fosse inferior. Eu me sinto ofendido com um discurso desse”, disse.

Nota do Blog Saulo Vale: Repudiante e infelizes as palavras de Raério. Se tiver o mínimo de zelo com seu mandato parlamentar, vereador Raério, peça desculpas e reveja esse posicionamento. 

Do Blog Carol Ribeiro: Faço minhas as palavras do colega Saulo Vale. Especificamente nós, mulheres, não aceitamos mais ver comportamentos misóginos, violentos, com referências pejorativas e que nos diminuem. Vindo de um representante do povo, as palavras ganham peso maior, e nossa repugna também.

Compartilhar

0 comentários em ""Mulher ruim", "baitola" e a polêmica na Câmara de Mossoró"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA