Estudantes da Uern com filhos menores de 5 anos passam a contar com auxílio-creche

Compartilhar

Os recursos são do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop).

Neste semestre letivo de 2021.2, serão concedidos 100 auxílios financeiros, distribuídos entre todos os campi, seguindo a ordem de classificação da menor para a maior renda per capita.

A Uern promoveu na manhã desta segunda-feira (07) o lançamento oficial do primeiro edital do auxílio-creche – instrumento que disponibilizará apoio financeiro aos estudantes de cursos de graduação presencial da Universidade com filhos de até cinco anos de idade.

Os alunos contemplados receberão, entre os meses de março e dezembro de 2022, auxílio no valor de R$ 400,00, o qual será estendido para R$ 600,00, caso o estudante possua mais de um filho de até cinco anos. Os recursos são destinados exclusivamente ao custeio das despesas com creche, pré-escola ou cuidador, sendo proibido outro tipo de destinação.

Neste semestre letivo de 2021.2, serão concedidos 100 auxílios financeiros, distribuídos entre todos os campi, seguindo a ordem de classificação da menor para a maior renda per capita. Os recursos relacionados à aplicação do programa são provenientes do Fundo Estadual de Combate à Pobreza (Fecop). Mais detalhes sobre o auxílio-creche e o link de inscrições podem ser acessados no edital.

Solenidade de lançamento

Durante a cerimônia de lançamento, que ocorreu de forma virtual e foi transmitida ao vivo, a reitora da Uern, professora Cicília Maia, destacou os desafios enfrentados por alunas e alunos que têm filhos e precisam conciliar as atividades acadêmicas com os cuidados familiares. “Nós estimamos que cerca de 15% dos nossos estudantes de graduação são pais ou mães. E sabemos que, em muitos casos, esses alunos são obrigados a levar os filhos para a sala de aula, o que às vezes leva a trancamento de disciplinas ou mesmo abandono de curso”, apontou a reitora.

Muitas das dificuldades enfrentadas nesses contextos foram relatadas pela aluna Samara Lopes, do curso de enfermagem de Pau dos Ferros, que durante o evento contou parte de sua trajetória ao longo da graduação, cujas aulas tiveram início no mesmo dia em que sua filha nasceu. “Todo esse momento não foi fácil e eu sei que ainda haverá dificuldades. Mas sei que vai ser mais fácil, porque estou mais experiente agora e hoje temos essa grande notícia do auxílio-creche, que com certeza vai facilitar para mim e para tantas outras mães que sonham em se formar e ter essa independência”, destacou Samara.

A coordenadora-geral do Diretório Central das e dos Estudantes (DCE), Terumi Tatsukawa, enalteceu a criação do auxílio e ressaltou seu impacto sobretudo para as mulheres que estudam na instituição. “Espero que com esse auxílio nós consigamos cada vez mais dar novos passos de conquistas feministas na nossa universidade”, frisou.

Compartilhar
Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA