Com maioria oposicionista, CCJ derruba urgência em projeto do governo

Compartilhar

Do Blog Saulo Vale: A bancada do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade) sofreu uma grande derrota na sessão desta quarta-feira.

Plenário é esvaziado após derrubada de urgência em projeto - Foto: BSV

O governismo queria colocar em votação a urgência no projeto de Lei complementar à Previdência. É uma proposta simples, que regulamenta alguns pontos das mudanças previdenciárias, já aprovadas na Câmara.

Acontece que a Comissão de Constituição e Justiça e Redação (CCJR) é agora formada por uma maioria oposicionista.

Votaram contra a urgência do projeto Carmem Júlia (MDB), ex-governista, e Marleide Cunha (PT), que são suplentes no colegiado e tiveram direito a voto devido à ausência dos dois titulares: Tony Fernandes (Solidariedade), que justificou a sua falta hoje na sessão, e Larissa Rosado (PSDB), que não estava no momento da votação.

O governismo só teve o voto de Raério Araújo (PSD), presidente da CCJ.

Ou seja, perdeu por dois a um.

Irritado e sem votos na CCJ, o líder governista, Genilson Alves (Pros), orientou a bancada ao esvaziamento do plenário.

O projeto, que a bancada do governo queria sua aprovação hoje, ficou para depois.

Vai seguir tramitação normal.

Compartilhar

0 comentários em "Com maioria oposicionista, CCJ derruba urgência em projeto do governo"

Postar um comentário

Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial
CAROL RIBEIRO RECOMENDA
  • Pensando bem…
    “Eu odiava cada minuto dos treinos, mas dizia para mim mesmo: não desista! Sofra agora e viva o resto de sua vida como um campeão.” Muhammad Ali
    Há 5 horas