Servidores chamam a atenção da população com estratégia política

A queda de braço entre Sindicato dos Servidores Públicos Municipais (SINDISERPUM) e Prefeitura chamou a atenção não só da categoria, mas da população em geral nesta quinta-feira (04).

Os servidores decidiram não somente pela greve, mas questionar na Justiça o Mossoró Cidade Junina (veja aqui).

Marleide Cunha, presidente do Sindicato, sabe que a fonte de onde sai os recursos para a festa e para o pagamento dos servidores não é a mesma, mas defende a luta pelo cancelamento do evento.

O argumento é: "se não tem condições de pagar os servidores, não tem condição de realizar festa".

A causa é apoiada por muitos e todos os anos parte da população faz o mesmo questionamento sobre a destinação dos recursos municipais.    

Mais que isso, o sindicato sabia que tocaria numa ferida da sociedade e da Prefeitura e, assim, chamaria toda a população para a causa dos servidores contra o Executivo Municipal. Justo.

O jogo é político. Ponto para os servidores.

A Prefeitura

Enquanto isso, a Prefeitura de Mossoró continua defendendo que os salários estão em dia, e que "apenas um terço dos servidores não recebeu dezembro".

A secretaria de Administração relata as dificuldades que o município vem passando e que projeções de recursos vão ser acompanhadas para que uma nova reunião seja agendada "o mais breve possível para apresentação de proposta".

Marcadores

Mostrar mais

POLÍTICA

ECONOMIA

MULHER

CULTURA

CAROL RIBEIRO RECOMENDA