Câmara Municipal de Mossoró adia volta do recesso legislativo

segunda-feira, 31 de julho de 2017

(Foto: Divulgação)
O recesso legislativo da Câmara de Mossoró deve se estender por mais uma semana. Alegando problemas estruturais no sistema de esgotos do parlamento mossoroense, a presidente Izabel Montenegro afirma que a situação está sendo resolvida junto ao proprietário do prédio.

De acordo com a presidente, o semestre deverá retornar somente na terça-feira, dia 8, quando os consertos deverão ser concluídos.

O segundo semestre desta legislatura deve ter como principal trabalho a avaliação e votações da Lei Orçamentária Anual para 2018.

A antecipação da eleição da nova mesa diretora também pode ser pauta nos próximos meses.  

Lula confirma visita a Mossoró no dia 28 de agosto

(Foto: Revista Exame)
O ex-presidente Lula deve vir a Mossoró no próximo dia 28 de agosto. Um dia antes (dia 27), passa pela cidade de Currais Novos.

As agendas nas duas cidades deve acontecer às 16h.

Currais Novos e Mossoró são as únicas cidades do RN incluídas na caravana pelo Nordeste, que vai acontecer a partir de 17 de agosto e deve durar 21 dias, começando pela Bahia e se estendendo até o Maranhão.

A caravana com o ex-presidente deve acontecer por via terrestre. Conforme entrevista concedida a uma rádio, Lula afirma que "quer ter acesso ao povo". 

Embora esteja visando as eleições presidenciais, ele afirmou que a caravana acontece independentemente de candidatura. “O PT tem que decidir se eu sou candidato. Se eu não for, serei um bom cabo eleitoral. Nada vai me fazer esmorecer. Ninguém me fará baixar a cabeça nesse país”, afirma Lula.

*Com informações da Assessoria de Imprensa do PT.


Robinson desembarca em Mossoró, mas cumpre agenda somente em Baraúna

sexta-feira, 28 de julho de 2017

(Foto: Carlos Scarlack)
O governador Robinson Faria esteve há pouco no aeroporto Dix-Sept Rosado. Desembarcou e seguiu para o município de Baraúna, onde realiza a Vila Cidadã, evento da secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (SETHAS), comandada pela primeira-dama Julianne Faria (PSD).

Robinson deve retornar à capital por volta das 15h, embarcando também no aeroporto de Mossoró.

Dessa vez, a agenda inclui só passagem pelo município. Mas nos próximos dias 15 e 16, o governador e a primeira-dama devem voltar a Mossoró para a inauguração da Central do Cidadão no Centro da cidade e dos prédios do IPEM e IDEMA.

Depois, a convite da primeira-dama, mulheres que atuam na política mossoroense participarão de café com Julianne Faria. 

Ex-presidente Lula planeja viagem a Mossoró

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Lula inclui RN em visitas com vistas à 2018
(Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula)
O ex-presidente Lula deve vir à Mossoró durante o mês de agosto. A data ainda está sendo definida, mas a vinda do líder partidário inclui também visita à cidade de Currais Novos, Currais Novos, onde o prefeito é o petista Odon Junior.

O planejamento está sendo realizado pelo partido. A confirmação e maiores detalhes devem ser divulgados nos próximos dias. 

MCJ gerou R$ 12 milhões ao município de Mossoró, aponta estudo

(Foto: Divulgação)
A cada real investido no Mossoró Cidade Junina, o retorno é de quatro reais. Este foi um dos pontos mostrados na pesquisa de impacto econômico feita pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), durante os dias primeiro de junho e 21 de julho, durante o evento, em Mossoró. Pontos como segurança e participação dos artistas da terra foram os mais elogiados pelos participantes das pesquisas.

Ao todo foram 20 bolsistas dos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis, Gestão Ambiental e Turismo, supervisionados por cinco professores dos cursos de Ciências Contábeis e Ciências Econômicas.

Esta é a primeira vez em 21 anos que o Mossoró Cidade Junina tem um estudo desse tipo. “Com base nesses dados, a Prefeitura conseguirá mensurar custos, além de fazer um planejamento antecipado tendo como base os resultados. Chegamos a um total de gastos por parte da Prefeitura, aproximado a R$ 3 milhões e um retorno econômico para o município de R$ 12 milhões”, explicou o professor doutor do Departamento de Economia da UERN, Leovigildo Cavalcante.

Entre outros números, o professor mostrou um aumento de 80% na ocupação dos hotéis, da geração de mais de três mil empregos indiretos. “Os grupos de quadrilha movimentaram entre 450 e 650 mil reais. Tivemos aqui na cidade mais de 720 mil pessoas durante os dias do evento, destas 22% nunca tinham vindo a Mossoró”, continuou.

Entre outros pontos foram ressaltados vários perfis de turistas que participaram do evento. “Percebemos que os turistas que vêm para o festival de quadrilhas não é o mesmo da Estação das Artes, do Chuva de Bala, da Cidadela”, disse Leovigildo Cavalcante.

A pesquisa sugeriu a possibilidade de incluir mais empresas privadas no evento, principalmente no que diz respeito à utilização de camarotes. “Outra sugestão é a Prefeitura patentear a marca do evento e comercializar produtos padronizados. São ações pequenas que trazem retornos”, continuou.

Os estudantes fizeram entrevistas com turistas de outras cidades e até de outros países. “Foi uma experiência riquíssima, principalmente pelo contato com diversos públicos. A maioria ressaltou a segurança do evento como um dos melhores pontos em torno do MCJ. Os turistas de Madri elogiaram o Chuva de Bala como espetáculo mais lindo que já viram”, destacou a estudante de Turismo Jordana Souza.

A prefeita Rosalba Ciarlini destacou que a parceria mostra os trabalhos estão no rumo certo. “Estamos vendo aqui uma universidade viva. A partir destes dados formaremos uma comissão para que até setembro deste ano tenhamos um projeto para o Mossoró Cidade Junina 2018”, frisou.

O reitor Pedro Fernandes agradeceu a oportunidade de participar e pela Prefeitura acreditar no trabalho prestado pelos estudantes. “A Prefeitura acreditou que os estudantes poderiam fazer esse trabalho, não foi buscar um instituto lá fora. Foi um benefício para eles que tiveram a oportunidade de irem a campo. Nesse caso específico, ficamos felizes por ser um evento como o Mossoró Cidade Junina”, destacou.

A secretária de Comunicação Social, Aglair Abreu ressaltou ainda a participação de estudantes da UERN no projeto Pauta Junina. “Foram sete alunos do curso de Comunicação Social que tiveram matérias assinadas, publicadas no site da Prefeitura”, afirmou.

As instituições conversaram ainda sobre possíveis parcerias em outros eventos realizados pelo municípios, como a Festa do Bode, que acontece no mês de agosto.

*Com informações da SECOM/RN

Reza e micarlização

terça-feira, 25 de julho de 2017

Por Bruno Barreto

O processo de micarlização segue se repetindo a cada governo desastroso. Uma das etapas, quando a situação é desesperadora, é se aproximar dos evangélicos.

Micarla de Souza, precursora da onda de gestores mega impopulares, fez isso quando o quadro era irreversível. Aqui em Mossoró Francisco José Junior também apelou a religiosidade chegando junto de evangélicos e católicos (a história da santa entrou pro nosso folclore político).

A hoje prefeita Rosalba Ciarlini ao se sair mal no governo do RN evitou essa etapa. O sucessor dela, Robinson Faria, fez exatamente o que "Francisco" e Micarla fizeram: ao finalizar a reunião do gabinete de gestão integrada ele e a secretária de segurança Sheila Freitas invocaram as bençãos do pastor Martim Alves da Assembleia de Deus.




Só com muita reza mesmo (para quem acredita) para reverter o quadro de uma gestão massacrada pela bandidagem. São mais de 1.300 homicídios no RN sendo 32 apenas no último final de semana. Aqui em Mossoró caminhamos para bater o recorde de 217 mortes violentas do ano passado.

O governo avança na dilatação dos atrasos salariais. Quem recebe acima de R$ 4 mil está vendo um mês entrar dentro do outro.

Até considero o governador bem intencionado, mas não está tendo competência para superar as adversidades. Eleito praticamente só, teve a maior chance de revolucionar a política potiguar, mas preferiu fazer o mesmo dos antecessores.

Quero muito encontrar motivos para elogiar o governador, mas ele não tem colaborado.

Faz uma gestão sofrível, infelizmente.

Está 100% micarlizado.

Só rezando mesmo!

Nota do Blog - O governador Robinson Faria lista uma série de medidas adotadas pela gestão em segurança. Ele afirma ter feito o que nenhum outro governador fez pela área (veja aqui). Com isso, pode até mostrar boa vontade, mas a população prefere ver resultados concretos e, pela falta deles, parece cada vez mais difícil reverter o desgaste do gestor.

Nem reforma, nem redução de cargos: estrutura da Prefeitura continua a mesma

Criação da secretaria de Cultura nomeou 41 novos
cargos comissionados em Mossoró (Foto: Divulgação)
No começo da gestão, a prefeita Rosalba Ciarlini divulgou que entre as primeiras mudanças na estrutura da Prefeitura, traria a reforma administrativa.

Dizia que a forma como as secretarias foram organizadas pelo antigo gestor - que por sua vez argumentou contenção de gastos para as mudanças - dificultava a administração de áreas importantes.

Hoje, em Mossoró, o mesmo secretário que gere a segurança pública, também administra o trânsito e a mobilidade urbana. O mesmo acontece com a secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Agricultura e Turismo.

Até agora, nenhuma mudança. E nem se fala mais no assunto.

Pelo contrário, a prefeita Rosalba criou uma nova secretaria, a de Cultura, com a nomeação de cerca de 40 cargos comissionados.

O número de comissionados, nas demais secretarias, também continuou a crescer. Após o decreto que instituía redução de 50% dos cargos de confiança, publicado em janeiro, a prefeita editou um novo documento, posteriormente, acrescentando exceções à regra - permitindo que diretores de escola e de unidades básicas de saúde não fossem tratados como "serviços essenciais", não se enquadrando, segundo a Prefeitura, à contagem dos cargos tratada no decreto.

Mas não se fala mais no assunto.

Polícia Civil teve somente 0,14% do investimento previsto no orçamento de 2015, segundo associação

(Foto: G1 RN)
Para a Associação dos delegados da Polícia do Rio Grande do Norte (ADEPOL) os altos índices de violência são resultado da falta de investimentos em segurança pública pelo Governo do Estado ao longo de anos, incluindo a Polícia Civil. 

“A ausência de uma política de investimentos na polícia investigativa tem uma influência direta no aumento da criminalidade, eis que se não houver uma investigação eficiente e capaz de se comprovar a autoria e materialidade delitiva, o infrator restará impune e encorajado a praticar novos delitos”, comentou a vice- presidente da ADEPOL, delegada Ana Claudia Saraiva Gomes.

Já a Delegada Paoulla Maués, Presidente da ADEPOL observou a importância de se distinguir os recursos destinados a pagar folha de pessoal e custeio, dos valores que representam efetivamente investimentos.

A Presidente conta que em 2015 havia uma previsão orçamentária de R$ 9.657.174,66 para investimentos na Polícia Civil, todavia apenas foi liberada para repasse a quantia de R$ 13.734,00 correspondente a 0,14% do orçamento previsto.

Uma das propostas da ADEPOL para amenizar a problemática do efetivo, além do concurso público, é a regulamentação do horário extraordinário no âmbito da Polícia Civil.

“Não temos uma norma que discipline o horário extraordinário dos policiais civis e o resultado disso é a existência de apenas cinco delegacias de plantões em todo o Rio Grande do Norte, enquanto que na Paraíba, por exemplo, existem 47 delegacias e núcleos de plantão", lamentou Ana Claudia.

Em razão disso, a Associação divulga que reiterou pedido de audiência com o governador Robinson através de ofício protocolado nesta segunda-feira (24).

Os delegados agendaram uma assembleia para o dia 28 deste mês a fim de deliberar as medidas que serão tomadas diante dos constantes e abusivos atrasos salariais.

*Com informações da Assessoria de Imprensa

Presidente da Câmara de Natal é investigado por desvio de R$ 22 mi e se diz surpreso

segunda-feira, 24 de julho de 2017

(Foto: Divulgação/ Elpídio Junior)
Do G1 e Tribuna do Norte

O início da manhã desta segunda-feira (24), o Ministério Púbico do Rio Grande do Norte deflagrou a operação 'Cidade Luz', que investiga o desvio de R$ 22.030.046,06 da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos de Natal (Semsur). A Justiça determinou a prisão de empresários e o afastamento do presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa.

Segundo o MP, há indícios de que o montante é decorrente de superfaturamento e pagamento de propina relativos a contratos firmados entre empresas e a Semsur para a prestação de serviços de manutenção e decoração do parque de iluminação pública da capital potiguar.

Os mandados foram expedidos pelo juiz da 7ª vara Criminal de Natal e são cumpridos nas cidades de Natal e Parnamirim, no Rio Grande do Norte, e Recife, Olinda, Jaboatão dos Guararapes e ainda em Fernando de Noronha, em Pernambuco. Os gabinetes de Raniere Barbosa e da Presidência da Câmara Municipal de Natal também são alvo dos mandados.

A investigação

Segundo o MP, dados da Controladoria Geral do Município de Natal demonstram que entre os anos de 2013 e 2017, oito empresas sediadas em Pernambuco foram beneficiárias de pagamentos no montante de R$ 73.433.486,86 de contratos coma Semsur. A estimativa é de que o superfaturamento médio foi de 30% no valor dos contratos celebrados.

A investigação da Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público de Natal, que contou com o apoio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), desvendou que os empresários monopolizaram os contratos de serviços de iluminação pública da Semsur (pelo menos desde o ano de 2013) até os dias atuais, mediante controle de mercado, corrupção de agentes públicos, peculato, lavagem de capitais e fraudes nas licitações e contratações diretas. Para o MP, eles integram o “núcleo empresarial” da organização.

A apuração constatou que, além das empresas referidas, os investigados também utilizam outras firmas na consecução das atividades da organização criminosa, seja mediante a formação de consórcios, através de empresas por eles próprios controladas, ou ainda utilizando-se de firmas que participam das licitações e processos de contratação direta apenas para simular a ocorrência de disputa. Algumas dessas empresas eventualmente são subcontratadas para prestar os serviços licitados e vencidos pelo cartel.

Os investigadores descobriram também que a organização criminosa é integrada por um “núcleo de lavagem de capitais”. Os integrantes desse núcleo são os responsáveis pelo pagamento de propina a agentes públicos, seja em espécie ou através da aquisição de veículos.

A investigação realizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte teve início em 11 de março de 2015, data em que foi instaurado um inquérito civil. Pelo apurado, as condutas dos participantes do esquema criminoso caracterizam crimes como peculato, corrupção passiva, corrupção ativa, pertinência a organização criminosa, lavagem de dinheiro, dispensa indevida de licitação, fraude aos procedimentos licitatórios e formação de cartel.

Os elementos levantados na investigação igualmente demonstram que a organização criminosa comete delitos de forma serial, atuando em diversos municípios do Rio Grande do Norte, inclusive havendo indícios de pagamento de propina a outros agentes públicos de algumas dessas cidades.

Nota

O presidente afastado da Câmara Municipal de Natal emitiu nota sobre a operação:

Recebi com surpresa o procedimento de investigação da chamada “Operação
Luz” na manhã desta segunda (24), uma vez que deixei a gestão da Secretaria de Serviços Urbanos de Natal em março de 2015 quando retornei para a Câmara
Municipal de Natal.

Estou colaborando com as investigações com o objetivo de esclarecer que agi
com probidade e lisura em todos os atos da minha gestão à frente da Semsur no período de janeiro de 2013 a março de 2015.

O referido procedimento se encontra em fase de investigação e não houve
condenação ou denúncia, não havendo de se falar de juízo de culpa de quem
quer que seja.

Acredito nas instituições públicas e o trabalho do Poder Judiciário, do Ministério Público Estadual e demais órgãos de fiscalização, controle e investigação tem meu incondicional respeito.

Raniere Barbosa
Presidente da Câmara Municipal de Natal

Nota do Blog - A investigação, e a operação, podem atrapalhar projeto de Raniere com vistas à Assembleia Legislativa ou Câmara Federal nas eleições do próximo ano. Ele vem trabalhando nisso como presidente da Câmara Municipal de Natal, e inclusive em sua articulação para ser eleito presidente da Federação das Câmaras Municipais do RN (FECAM). 

A "Cidade Luz" também afeta o já desgastado prefeito de Natal, Carlos Eduardo Alves, uma vez que as investigações atinge sua gestão.
Blog entra em recesso

Blog entra em recesso

terça-feira, 4 de julho de 2017

O Blog Carol Ribeiro para suas atividades temporariamente a partir de hoje. A editora que vos escreve entra em período de férias por 20 dias.

O retorno deve acontecer no próximo dia 24 de julho, com as habituais notícias e análises do cenário político de Mossoró e do RN.  

Até!

"Eu fiz o que nenhum outro governador fez", diz Robinson Faria sobre sua gestão em segurança

Na última sexta-feira (30), o governador Robinson Faria foi o entrevistado do programa Cenário Político, da TV Cabo Mossoró. Ele fez uma explanação geral sobre projetos do Governo e explicações aos servidores e restante da população sobre pendências da gestão.

Hospital da Mulher

Anunciando investimentos de cerca de R$ 200 milhões em Mossoró, advindos de recursos próprios e convênio com o Banco Mundial, o governador garantiu a volta a Mossoró em 30 dias para assinar a ordem de serviço do Hospital da Mulher, que deve ser denominado Hospital da Mulher dr Milton Marques Medeiros, e custar cerca de R$ 100 milhões.

Teatro Lauro Monte

O teatro Lauro Monte deve ter obras de reforma inciciadas em no máximo 30 dias, com um investimento de R$ 3,5 a 5 milhões.

Ronda Cidadã

Robinson citou redução de 24% de homicídios e 48% de roubos e furtos nas áreas em que o programa atua. 

Governador da Segurança

"Eu fiz o que nenhum outro governo fez", afirma Robinson Faria  sobre a destinação de 14,7% do orçamento em segurança. Ele lista os feitos da gestão na área: promoção 6.500 policiais militares "para devolver a motivação", perspectiva de enviar para a Assembleia Legislativa as mudanças na legislação reivindicadas pela categoria, investimento de mais de R$ 15 milhões, mudança do CIOSP de sistema analógico para digital, investimento de R$ 650 mil de diárias operacionais para reforço militar no MCJ e reforma do presídio de Alcaçuz para presídio de segurança máxima.

Servidores

"O maior defensor do servidor público, dos pensionistas, ativos e inativos é o governador do Rio Grande do Norte", diz Robinson lembrando que estaria autorizado por órgãos de controle, que abriram inquérito contra o governador pelo descumprimento do limite prudencial, a demitir servidores, mas que está sendo punido por improbidade administrativa por não demitir os trabalhadores estaduais. 

Executivo e demais Poderes

Segundo o governador, os poderes da Paraíba têm um peso menor no orçamento estadual que o RN. De acordo com Robinson, aqui é algo em torno de 20%, quase o dobro do estado vizinho. "Convoquei os poderes para diminuir esses repasses. Já houve reduções proporcionais à arrecadação. Ate o final do mandato teremos ajustes interessantes".

Líder governista condenado

Robinson garante que a condenação à prisão do deputado estadual Disson Lisboa "não gera incômodo". "Deputado Disson foi o melhor prefeito de Goianinha até hoje, houve alguns erros judiciais no decorrer do processo, há uma sentença, mas ainda existem recursos. Enquanto ele tiver direito aos recursos eu não estou aqui para julgar ninguém", diz.

Aeroporto

O aeroporto foi cercado, recuperado, e teve a estação de passageiros reformada. O chefe do Executivo estadual afirma que o raio-x e outros equipamentos que  a ANAC exige para adequação aos vôos comerciais estão sendo comprados. "Vamos entregar esse ano ainda".

Eleições de 2018

"Não vim a Mossoró para fazer política. Estou pensando em gestão, e não em eleição. A eleição é uma consequência". Robinson diz que se for candidato à reeleição, Juliane Faria poderá ser apresentada como candidata a deputada estadual: "É um nome revelação do meu governo como gestora".

Assista à entrevista completa nos vídeos abaixo:


Entrevista exibida em 30/06/2017 - Parte 1

Entrevista exibida em 30/06/2017 - Parte 2

Entrevista exibida em 30/06/2017 - Parte 3
Postagens anteriores → ← Postagens mais recentes
CAROL RIBEIRO RECOMENDA