segunda-feira, 19 de novembro de 2018

Prefeitura de Mossoró afirma que fará rodízio para suprir ausência de médicos cubanos

Compartilhar
UBS Dr. José Leão é uma das nove onde atuam médicos cubanos
(Foto: divulgação/PMM)
A Secretaria de Saúde de Mossoró informa que os mossoroenses não vão ficar desassistidos com a ausência de 14 cubanos do programa Mais Médicos que atuam na Estratégia de Saúde da Família na cidade. No primeiro momento, vai ser feito um rodízio com médicos da rede Municipal para suprir a falta desses profissionais.

Ainda de acordo com a secretaria, outras alternativas estão sendo estudadas para garantir o normalidade dos atendimentos à população.

14 médicos

Os cubanos do Mais Médicos são responsáveis por atender cerca 1500 famílias em Mossoró e devem ficar na cidade até o próximo mês.

Eles atuam na cidade desde 2014, com objetivo de integrar as equipes de Estratégia de Saúde da Família, e atendem cerca de 1.500 famílias.

Ao todo, 67 cidades do RN devem perder médicos cubanos. São 142 profissionais, que deixarão o estado, conforme decisão do Governo de Cuba, em até 40 dias. Em todo o Brasil, são 8,3 mil cubanos que atuam no programa e que terão que voltar à ilha cubana. 

*Com informações do Blog Saulo Vale e da PMM