quarta-feira, 13 de março de 2019

Governismo não vê motivo para protesto de servidores de Mossoró; Entenda o caso

Compartilhar
Parece estranho ver servidores públicos protesto contra um reajuste salarial, mas os trabalhadores municipais fizeram barulho na Câmara Municipal de Mossoró (CMM) nesta terça-feira (12) contra o que consideram um índice inadmissível por parte do poder público.

O projeto de Lei Complementar que foi aprovado pela maioria governista na CMM concede reajuste de 3,75% a todos os servidores, sem levar em conta, segundo o SINDISERPUM, a inflação do período e particularidades de cada categoria.

O líder governista, Alex Moacir (MDB), e demais vereadores da bancada, defendem que a Prefeitura tem muitas dívidas e "tem que ter responsabilidade para não dar um aumento que não mantenha salário em dia". Segundo o parlamentar, a discussão é mais política do que técnica.

Veja reportagem completa com os detalhes:

Reportagem exibida em 12/03/2019 no Cenário Político (TCM Telecom)