quarta-feira, 24 de abril de 2019

Policiais Militares avisam a Governo do RN que podem parar atividades

Compartilhar
Manifestação ocorreu nas ruas da capital do Estado
(Foto: redes sociais/ APRAM)
Do Blog Saulo Vale

Durante reunião com representantes do Governo do Estado nesta terça-feira (23), as associações ligadas à Polícia Militar avisaram que podem retornar ao movimento de aquartelamento, caso não seja sinalizado nos próximos dias o pagamento dos salários atrasados.

Eles fizeram protestos nas ruas de Natal, cobrando o pagamento imediato do 13º salário de 2018 e do mês de dezembro. A mobilização teve participação também de policiais civis e agentes penitenciários.

Durante reunião na Governadoria, após o protesto, o chefe do Gabinete Civil, Raimundo Alves, lembrou que na próxima sexta-feira (26) haverá o leilão para antecipação das receitas dos royalties. Somente a partir daí, o governo terá uma previsão.

O movimento de aquartelamento aconteceu no RN em dezembro de 2017, durante o governo Robinson Faria (PSD). Os policiais militares se apresentavam aos quartéis, mas não saíam às ruas, em protesto aos atrasos nos salários.