segunda-feira, 27 de maio de 2019

Diálogo é fórmula para avaliação positiva de Fátima Bezerra

Compartilhar
(Foto: reprodução/ facebook)
A governadora Fátima Bezerra pode respirar aliviada depois da pesquisa de avaliação realizada pela FIERN, em parceria com o Instituto Consult.

Apesar de ainda não existir um resultado efetivo para os maiores problemas do Estado nos primeiros seis meses, como o equilíbrio financeiro e o pagamento dos salários atrasados, a expectativa da gestão é positiva. 

De acordo com a pequisa, a maioria da população está acreditando que Fátima trabalha para colocar o RN no prumo. E o motivo essencial para esta impressão positiva do governo, mais que ações e resultados, é a abertura ao diálogo. A chefe do Executivo estadual não tem proposta ou garantia concreta, conta com recursos extras incertos, mas tem aberto as portas para o empresário e para o trabalhador, e assim causa a boa expectativa refletida na pesquisa.    

Veja os números completos:

Gestão Fátima

Aprova 55,35%
Desaprova 23,18%

Regiões de maior aceitação da gestão:

Central Cabugi: 71,7%;
Alto Oeste: 64,3%;
Sertão Apodi: 62%

Faixas que mais aprovam a gestão:

Público feminino: 56,8%
Faixa etária até 24 anos: 59,3%
Nível superior completo: 63,6%.

Localidades de maior aceitação:

Natal: 58,2%
Grande Natal: 49,5%

Localidades de menor aceitação:

Mossoró: 42,5%
Trairi: 30,7%

Avaliação Governo:

Ótimo ou bom: 31,47%
Ruim ou péssimo: 18,11%

Confiabilidade do Governo:

Confia: 49,06%
Não confia: 31,24%
Não sabe: 19,71%

Expectativa

Ótimo e bom: 45,53%
Ruim e péssimo: 11,59%

Melhor que anteriores: 48,94%
Pior: 8,65%
Igual: 33,65%

Segurança (Últimos 6 meses)

Melhorou 30,59%
Igual 52,59%
Piorou 13,18%

Saúde Pública

Melhora: 31,12%
Piora: 18,41%
Igual: 39,29%

Geração de emprego

Melhora: 29%
Igual: 35,41%
Não sabem: 12,82%

Trabalho para pagar atrasados

Ótimo ou bom: 59,12%
Regular: 25,88%
Ruim e péssimo: 7,47%

Pontos positivos da gestão (espôntanea):

- Pagamento dos salários em dia;
- Existência de um calendário para os pagamentos
- Esforços para quitação dos salários atrasados

Pontos negativos (espontânea):

- Falta de investimentos em segurança
- Má qualidade da saúde pública

Os dados são da Pesquisa Retratos da Sociedade Potiguar 2019, encomendada pela FIERN ao Instituto Consult Pesquisa. O levantamento foi feito em 57 municípios, em 12 regiões do Rio Grande do Norte, durante o período de 17 a 20 de maio, com margem de erro de 2,3%.

*Com informações da FIERN