sábado, 18 de maio de 2019

É realmente difícil controlar os nervos com Vadão à frente da seleção feminina

Compartilhar
(Foto: autor não identificado)
Por Larissa Maciel

Em semana de convocações das seleções masculinas e femininas de futebol brasileiro, muitas polêmicas, opiniões contrárias. Em algum lugar deste imenso país, talvez exista alguém que defenda o trabalho de Vadão como técnico da seleção feminina. Mas que é um trabalho MUITO contestável, é.

Pela primeira vez na história, a CBF transformou a convocação das meninas em um evento. É sintomático o quanto neste lado, a modalidade é esquecida, é pouco comentada. Se fosse o time masculino que estivesse acumulando nove derrotas nos últimos nove jogos, Tite ainda estaria mantido? Já não teriam pedido sua cabeça em praça pública?

Pois muito bem. Este é Vadão. Ainda que tenha conquistado a Copa América com a seleção feminina, pouco agrega, não passa confiança e ainda comete gafes em cima de gafes, caindo em desgraça na boca de quem acompanha a seleção.

Na própria entrevista da convocação, definiu que "acalmar mulheres é mais difícil que acalmar homens". Logo em seguida, a infeliz comparação com o trabalho com mulheres ao seu próprio casamento foi a gota d'água.

O que torna realmente difícil conter os nossos nervos é vê-lo vestir a camisa da seleção brasileira sem merecer. É difícil manter a calma acompanhando uma seleção que, em suas mãos, não nos traz esperança alguma.

O primeiro compromisso da seleção feminina será contra a "africana" Jamaica, segundo Vadão, no dia 9 de junho. Até lá, dá tempo dele dizer adeus.

Confira as convocadas: 

Goleiras: Aline (Tenerife -ESP), Bárbara (Avaí/Kindermann) e Letícia (Corinthians) 

Laterais: Fabiana (Internacional), Letícia Santos (Sand-ALE), Tamires (Fortuna-DIN) e Camila (Orlando Pride-EUA) 

Zagueiras: Érika (Corinthians), Kathellen (Bordeaux-FRA), Mônica (Corinthians) e Tayla (Benfica-POR) 

Meio-campistas: Andressinha (Portland-EUA), Formiga (PSG-FRA), Adriana (Corinthians) e Thaísa (Milan-ITA) 

Atacantes: Bia Zaneratto (Incheon Steel Red Angels-COR), Cristiane (São Paulo), Raquel (Huelva-ESP), Debinha (North Carolina-EUA), Geyse (Benfica-POR), Ludmilla (Atlético de Madri-ESP), Marta (Orlando Pride-EUA) e Andressa Alves (Barcelona-ESP)

*Larissa Maciel é formada em Jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), é mossoroense, repórter e apresentadora da TCM Telecom e 95 FM, crescida entre fãs de esporte, jornalista por vocação e analista de esporte por amor à esta área da profissão em específico.